Sobral – 300×100
Seet

Gilmar Mendes é novo relator do recurso que pede impugnação da candidatura de Marcelo

admin -

<span style="font-size:14px;">O ministro Gilmar Mendes &eacute; o novo relator do processo que pede a impugna&ccedil;&atilde;o do registro de candidatura de Marcelo Miranda (PMDB). Ele assumiu no lugar de Henrique Neves, Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que se declarou suspeito para julgar o Recurso Ordin&aacute;rio em raz&atilde;o de seu irm&atilde;o, Fernando Neves, j&aacute; ter atuado na defesa do ex-governador.<br />
<br />
O recurso foi impetrado pelo advogado Juvenal Klayber, da coliga&ccedil;&atilde;o &quot;A Mudan&ccedil;a que a Gente&rdquo;, e pelo Minist&eacute;rio P&uacute;blico Eleitoral (MPE).<br />
<br />
<u><strong>Outro recurso</strong></u><br />
<br />
Na tarde desta quinta-feira, (04), o Tribunal de Justi&ccedil;a do Tocantins interrompeu novamente o julgamento do agravo regimental da Assembleia Legislativa no mandado de seguran&ccedil;a do ex-governador Marcelo Miranda, que alegou ter sido abusiva a aprova&ccedil;&atilde;o, pelos deputados estaduais, do decreto legislativo sobre a rejei&ccedil;&atilde;o das contas de sua gest&atilde;o, do exerc&iacute;cio de 2009.<br />
<br />
Ap&oacute;s posicionamento favor&aacute;vel dos desembargadores Jos&eacute; de Moura Filho, que tinha pedido vistas na sess&atilde;o anterior, e Eur&iacute;pedes Lamounier &agrave; liminar concedida pela relatora C&eacute;lia Regina R&eacute;gis, que suspendeu o decreto legislativo que rejeitou as contas de Marcelo, o desembargador Ronaldo Eur&iacute;pedes pediu vistas.<br />
<br />
O desembargador Helv&eacute;cio de Brito Maia Neto e o corregedor-geral da Justi&ccedil;a Luiz Aparecido Gadotti j&aacute; tinham votado contr&aacute;rios &agrave; liminar. Assim, o placar est&aacute; em tr&ecirc;s votos em favor da manuten&ccedil;&atilde;o da liminar contra dois pela cassa&ccedil;&atilde;o da decis&atilde;o da ju&iacute;za C&eacute;lia Regina.<br />
<br />
Ainda faltam votar os sete magistrados: Ronaldo Eur&iacute;pedes, Marco Villas Boas, Adelina Gurak, Maysa Vendramini Rosal, Jacqueline Adorno, &Acirc;ngela Prudente (presidente e s&oacute; vota em caso de empate) e o juiz Jo&atilde;o Rigo Guimar&atilde;es, que substitui o desembargador Daniel Negry, agora aposentado. Tamb&eacute;m ser&aacute; apurado, o que o Pleno vai decidir ainda se Guimar&atilde;es vota ou n&atilde;o neste caso.</span>

Comentários pelo Facebook: