Sobral – 300×100
Seet

Matriculas no ensino superior crescem 3,8% em um ano

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Yara Aquino &nbsp;</u><br />
Ag&ecirc;ncia Brasil<br />
<br />
O n&uacute;mero de estudantes matriculados em cursos de gradua&ccedil;&atilde;o no Brasil cresceu 3,8% de 2012 para 2013. No ano passado, as matr&iacute;culas superaram 7,3 milh&otilde;es. A rede privada concentra o maior n&uacute;mero de alunos, quase 5,4 milh&otilde;es de inscritos. Na rede p&uacute;blica, h&aacute; cerca de 1,9 milh&atilde;o de estudantes. Os dados s&atilde;o do Censo da Educa&ccedil;&atilde;o Superior 2013, divulgado nesta ter&ccedil;a-feira (9) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais An&iacute;sio Teixeira (Inep).<br />
<br />
O crescimento do n&uacute;mero de matriculados na gradua&ccedil;&atilde;o foi inferior ao registrado nos censos anteriores. De 2011 para 2012,&nbsp; o crescimento ficou em 4,4% e, de 2010 para 2011, em 5,6%.<br />
<br />
No ano passado, ingressaram no ensino superior cerca de 2,7 milh&otilde;es de estudantes. A matr&iacute;cula na gradua&ccedil;&atilde;o cresceu mais na rede privada (4,5%) do que na rede p&uacute;blica (1,9%) &ndash; o censo anterior registrou maior crescimento nas institui&ccedil;&otilde;es p&uacute;blicas. Neste censo, a rede privada participa com mais de 80% no n&uacute;mero de ingressantes em cursos de educa&ccedil;&atilde;o superior de gradua&ccedil;&atilde;o. Quase 1 milh&atilde;o de estudantes conclu&iacute;ram a educa&ccedil;&atilde;o superior no ano passado.<br />
<br />
&quot;Em rela&ccedil;&atilde;o ao ritmo de crescimento, tem que se considerar que,&nbsp; quando chegamos a um determinado patamar, o ritmo tende a diminuir. &Eacute; natural que isso ocorra&quot;, disse o ministro da Educa&ccedil;&atilde;o, Henrique Paim.<br />
<br />
Sobre a redu&ccedil;&atilde;o no ritmo de crescimento das matr&iacute;culas nas institui&ccedil;&otilde;es p&uacute;blicas, o ministro atribui &agrave; redu&ccedil;&atilde;o das matr&iacute;culas nas institui&ccedil;&otilde;es estaduais. &quot;Em fun&ccedil;&atilde;o da amplia&ccedil;&atilde;o das universidades federais em v&aacute;rios estados, tivemos um tolhimento das matriculas nas estaduais. Muitos estados optaram por priorizar recursos da educa&ccedil;&atilde;o para educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica&quot;, disse em coletiva de imprensa.<br />
<br />
Administra&ccedil;&atilde;o &eacute; o curso com o maior n&uacute;mero de matriculados no pa&iacute;s (800.114), seguido por direito (769.889), pedagogia (614.835), ci&ecirc;ncias cont&aacute;beis (328.031) e engenharia civil (257.268). Os dez maiores cursos em n&uacute;mero de matr&iacute;culas concentram mais da metade da rede de educa&ccedil;&atilde;o superior no Brasil.<br />
<br />
As universidades s&atilde;o minoria entre as institui&ccedil;&otilde;es de educa&ccedil;&atilde;o superior &ndash; s&atilde;o 195, que equivalem a 8,2% do total das institui&ccedil;&otilde;es de educa&ccedil;&atilde;o superior. As faculdades predominam, s&atilde;o 84,3%. Apesar de o n&uacute;mero ser menor, as universidades concentram 53,4% das matr&iacute;culas em cursos de gradua&ccedil;&atilde;o e 29,2% est&atilde;o nas faculdades.<br />
<br />
As matr&iacute;culas de pessoas com defici&ecirc;ncia cresceram cerca de 50% nos &uacute;ltimos quatro anos. Em 2013, eram 30 mil alunos e, em 2010, 19 mil. A maioria dos estudantes est&aacute; em cursos de gradua&ccedil;&atilde;o presencial (23 mil).<br />
<br />
Levando em conta a educa&ccedil;&atilde;o superior sequencial e a p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o stricto sensu, o n&uacute;mero de matriculados no ensino superior no pa&iacute;s chega a 7,5 milh&otilde;es. O Censo da Educa&ccedil;&atilde;o Superior, realizado anualmente pelo Inep, engloba as redes p&uacute;blica e privada de educa&ccedil;&atilde;o superior.</span>

Comentários pelo Facebook: