Seet
Sobral – 300×100

Advogado aprovado no concurso da Polícia Civil do Tocantins morre após desmaiar durante teste de aptidão física

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Um dos candidatos do concurso da Pol&iacute;cia Civil do Tocantins morreu nesta sexta-feira (12). Alessandro Oliveira dos Santos, de 30 anos, estava internado na UTI do Hospital Geral de Palmas (TO) ap&oacute;s ter desmaiado durante o Teste de Aptid&atilde;o F&iacute;sica (TAF) para o cargo de delegado. Esta era a terceira fase do concurso.<br />
<br />
Conforme publica&ccedil;&atilde;o no Di&aacute;rio Oficial do Tocantins, Alessandro realizou os exerc&iacute;cios na quarta-feira (10), &agrave;s 17h30min, na Escola de Tempo Integral Caroline Campelo, em Taquaralto. Durante a corrida, o jovem desmaiou e foi socorrido pela equipe m&eacute;dica e encaminhado ao Hospital. Alessandro teria ficado sem movimento nas pernas e seus rins n&atilde;o estavam funcionando normalmente.<br />
<br />
Segundo informa&ccedil;&otilde;es apuradas pelo <strong><em>AF Not&iacute;cias</em></strong>, Alessandro passou por cirurgia e teve os movimentos restabelecidos, mas posteriormente sofreu duas paradas card&iacute;acas e foi internado na UTI em estado greve. O jovem advogado e mestrando em criminologia, morreu nesta sexta-feira v&iacute;tima de uma parada respirat&oacute;ria.<br />
<br />
N&atilde;o se sabe o que levou o jovem a desmaiar durante a corrida, mas suspeita-se de que ele tenha ingerido grande quantidade de subst&acirc;ncias estimulantes antes dos exerc&iacute;cios f&iacute;sicos.&nbsp;<br />
<br />
De acordo com familiares, o corpo ser&aacute; levado para Vit&oacute;ria/ES, onde ele vivia h&aacute; muitos anos.<br />
<br />
Alessandro Oliveira dos Santos trabalhava atualmente como assessor jur&iacute;dico na Defensoria P&uacute;blica do Espirito Santo.<br />
<br />
Tentamos contato, por telefone, com a Funda&ccedil;&atilde;o Aroeira, organizadora do concurso, mas as liga&ccedil;&otilde;es n&atilde;o foram atendidas.</span>

Comentários pelo Facebook: