Jogos Escolares da Juventude terminam com bons resultados; seis medalhas para Tocantins

admin -

<span style="font-size:14px;">Os Jogos Escolares da Juventude (JEJ), categoria 12 a 14 anos, terminaram&nbsp;com bons resultados para o Tocantins. Ap&oacute;s os alunos atletas das&nbsp;modalidades individuais voltarem com duas medalhas para o Estado, neste fim&nbsp;de semana mais quatro medalhas foram conquistadas pelos representantes do&nbsp;Tocantins, nos esportes coletivos.<br />
<br />
No futsal, as alunas-atletas da Escola Estadual Ad&aacute; de Assis Teixeira, de&nbsp;Goiatins, garantiram ouro no ano de estreia nos Jogos. As tocantinenses&nbsp;surpreenderam as advers&aacute;rias e subiram ao lugar mais alto do p&oacute;dio ap&oacute;s&nbsp;vencerem a equipe paranaense de Londrina, cidade-sede da competi&ccedil;&atilde;o, pelo&nbsp;placar de 2 a 0.<br />
<br />
Autora dos dois gols marcados na final, a estudante Kaliane Andrade Ara&uacute;jo&nbsp;quase n&atilde;o acreditava no que havia acabado de conquistar com as amigas de&nbsp;equipe. <em>&ldquo;N&oacute;s surpreendemos em Palmas (final estadual dos Jets) e agora aqui&nbsp;tamb&eacute;m. Na verdade, ser campe&atilde; aqui &eacute; uma surpresa; a gente n&atilde;o esperava&nbsp;isto, at&eacute; porque estreamos este ano. Mas a alegria &eacute; enorme porque ganhamos&nbsp;a medalha de ouro e eu sei que muita gente da minha cidade vai se inspirar&nbsp;na gente agora&rdquo;</em>, disse a camisa 11 do time.<br />
<br />
<u><strong>Vice-campe&otilde;es</strong></u><br />
<br />
Igualmente finalistas dos JEJ, os alunos-atletas do Centro Educacional F&eacute; e&nbsp;Alegria (Cefya) Frei Ant&ocirc;nio, de Tocant&iacute;nia, foram vice campe&otilde;es no futsal&nbsp;masculino e no handebol feminino.<br />
<br />
No futsal, os meninos tocantinenses perderam o t&iacute;tulo para o Londrina.&nbsp;Apesar de ficarem &agrave; frente do placar at&eacute; metade do segundo tempo, os&nbsp;advers&aacute;rios viraram o jogo e garantiram vit&oacute;ria por 2 a 1.<br />
<br />
J&aacute; no handebol, as representantes do Cefya encararam o time de Rond&ocirc;nia na&nbsp;final e perderam por 19 a 14, ficando com a medalha de prata da competi&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
No basquete, a equipe masculina do Col&eacute;gio S&atilde;o Geraldo, de Para&iacute;so, perdeu&nbsp;no final do jogo para Mato Grosso.<br />
<br />
As quatro equipes do Tocantins que conquistaram ouro e prata na competi&ccedil;&atilde;o&nbsp;garantiram com o bom resultado a subida da terceira para a segunda divis&atilde;o,&nbsp;nas respectivas modalidades, para a edi&ccedil;&atilde;o 2015 dos Jogos Escolares<br />
<br />
<u><strong>Sele&ccedil;&atilde;o Brasileira</strong></u><br />
<br />
Al&eacute;m das medalhas, o Tocantins ainda teve quatro alunos-atletas convocados&nbsp;para as sele&ccedil;&otilde;es brasileiras de base do handebol e do voleibol.<br />
<br />
No handebol, os convocados foram a armadora Lu&iacute;sa Maria Rodrigues Borges, o&nbsp;central Luis Henrique Amorim Lopes e o ala-esquerda Marcos Alexandre Sousa&nbsp;Costa, todos do Cefya Frei Ant&ocirc;nio. Os tr&ecirc;s alunos-atletas foram&nbsp;pr&eacute;-selecionados pela Confedera&ccedil;&atilde;o Brasileira de Handebol (CBH) para&nbsp;participarem do Acampamento Nacional de Desenvolvimento da Sele&ccedil;&atilde;o Juvenil&nbsp;do Brasil, previsto para ser realizado no Centro de Treinamento (CT) da&nbsp;CBH, em Santa Catarina, no m&ecirc;s de novembro.<br />
<br />
No voleibol, Melissa Costa Noleto Martins Maia foi a aluna-atleta convocada&nbsp;para um treinamento no CT da Confedera&ccedil;&atilde;o Brasileira de Voleibol (CBV), no&nbsp;Rio de Janeiro. A jogadora, que atua na entrada de rede, passar&aacute; uma semana&nbsp;em Saquarema integrando a Sele&ccedil;&atilde;o Escolar do Brasil.<br />
<br />
<u><strong>Saldo positivo</strong></u><br />
<br />
Contando as etapas das modalidades individuais e coletivas, o Tocantins&nbsp;conquistou uma medalha de ouro, quatro de prata e uma de bronze, o que&nbsp;agradou bastante ao chefe da delega&ccedil;&atilde;o tocantinense e coordenador de&nbsp;desporto educacional da Secretaria de Estado da Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura (Seduc),&nbsp;Carlos Ricardo Santos.<em> &rdquo;Desde o in&iacute;cio eu j&aacute; dizia que, nesta categoria,&nbsp;n&oacute;s ter&iacute;amos toda condi&ccedil;&atilde;o de competir de igual para igual com os outros&nbsp;Estados. E a conquista de tantas medalhas veio a confirmar isto, mostrando&nbsp;o quanto os atletas do Tocantins t&ecirc;m melhorado de n&iacute;vel t&eacute;cnico, inclusive&nbsp;subindo de categoria em quatro modalidades. Agora, precisamos manter o&nbsp;trabalho esportivo dentro das escolas para que, em 2015, a gente possa&nbsp;continuar no grupo mais seleto dos Jogos Escolares, conquistando ainda mais&nbsp;medalhas&rdquo;</em>, afirmou o educador.<br />
<br />
<u><strong>Investimento no esporte escolar</strong></u><br />
<br />
Para o diretor-geral dos JEJ, Edgar Hubner, o investimento p&uacute;blico nas&nbsp;pol&iacute;ticas de incentivo ao esporte tem colaborado para que o equil&iacute;brio das&nbsp;disputas por medalhas seja cada vez maior.<br />
<br />
<em>&ldquo;Os Jogos buscam trazer as&nbsp;crian&ccedil;as para a atividade esportiva, o que d&aacute; a elas melhor qualidade de&nbsp;vida. As medalhas s&atilde;o uma consequ&ecirc;ncia, porque quanto mais alunos tiverem&nbsp;acesso &agrave; pr&aacute;tica esportiva, mais prov&aacute;vel &eacute; que eles se desenvolvam no&nbsp;esporte e conquistem medalhas. E este acesso deve ser tratado como uma&nbsp;pol&iacute;tica p&uacute;blica nacional, e tem sido de fato, tanto que houve uma&nbsp;democratiza&ccedil;&atilde;o na conquista de medalhas; n&atilde;o est&aacute; tudo mais concentrado em&nbsp;uma s&oacute; regi&atilde;o. Isto &eacute; uma prova da riqueza esportiva de todos os lugares, e&nbsp;os estados t&ecirc;m notado isto e t&ecirc;m investido mais na oferta do esporte nas&nbsp;escolas. O Tocantins mesmo teve um crescimento not&aacute;vel, indo para quatro&nbsp;finais e tendo conquistado outras duas medalhas&rdquo;</em>, destacou o gerente-geral&nbsp;de juventude e infraestrutura do Comit&ecirc; Ol&iacute;mpico do Brasil (COB).</span>

Comentários pelo Facebook: