Sobral – 300×100
Seet

Freire Jr aponta abuso de poder no Bico e clama por atuação do Ministério Público

admin -

<span style="font-size:14px;">O deputado estadual Freire Jr. (PV), e candidato a deputado federal, afirmou nesta ter&ccedil;a-feira, (16), que considera casos flagrantes de abuso do poder econ&ocirc;mico nesta elei&ccedil;&atilde;o e fez denuncia.<br />
<br />
<em>&ldquo;Estou clamando pela ajuda do Minist&eacute;rio P&uacute;blico. Aqui o desfile de carros de som &eacute; impressionante. S&oacute; eu contei 10 da coliga&ccedil;&atilde;o advers&aacute;ria, um atr&aacute;s do outro tocando a mesma m&uacute;sica, mas a informa&ccedil;&atilde;o que temos &eacute; de que s&atilde;o 53 carros de som contratados dentro de Augustin&oacute;polis</em>&rdquo;, apontou.<br />
<br />
A campanha mais chamativa, segundo Freire Jr. &eacute; a do candidato a deputado estadual Eduardo Siqueira Campos(PTB). <em>&ldquo;O Eduardo tem a campanha dos sonhos de qualquer candidato. S&atilde;o cinco Hilux s&oacute; no apoio a ele, duas estruturas de palco completas com dois pain&eacute;is de Led cada, que permitem que ele fa&ccedil;a dois com&iacute;cios por noite. A campanha dele n&atilde;o tem custo, tem pre&ccedil;o. &Eacute; de impressionar o aparato&rdquo;</em>, afirma.<br />
<br />
Segundo Freire Jr., a pr&aacute;tica deste tipo de campanha, que n&atilde;o mede custos cria uma diferen&ccedil;a muito grande entre os candidatos e merece a aten&ccedil;&atilde;o das autoridades. &ldquo;Quando digo que n&atilde;o tem custo, tem pre&ccedil;o, &eacute; por que a abordagem com as lideran&ccedil;as &eacute; esta. N&atilde;o se pergunta qual vai ser o custo do trabalho pol&iacute;tico, mas qual o pre&ccedil;o do apoio&rdquo;, dispara.<br />
<br />
Preocupado, Freire Jr. disse que buscar&aacute; o apoio das autoridades competentes. <em>&ldquo;Estou h&aacute; tr&ecirc;s dias no Bico e aqui parece&nbsp; ser outro Estado. A coisa &eacute; escancarada</em>&rdquo;, finalizou. <em>(Com informa&ccedil;&otilde;es do T1 Not&iacute;cias)</em></span>

Comentários pelo Facebook: