Seet
Sobral – 300×100

Aragão solicita informações sobre nomes de Eduardo Siqueira e Gomes na agenda do doleiro

admin -

<span style="font-size:14px;">O deputado estadual Sargento Arag&atilde;o (PROS) entrou com requerimento, em regime de urg&ecirc;ncia, na CPI do Igeprev, solicitando ao Supremo Tribunal Federal (STF) informa&ccedil;&otilde;es sobre o inqu&eacute;rito que tramita em segredo de justi&ccedil;a envolvendo os nomes do deputado federal Eduardo Gomes, de Eduardo Siqueira Campos e do ex-presidente do &oacute;rg&atilde;o, Rog&eacute;rio Vilas Boas, nesta ter&ccedil;a-feira, 16. O inqu&eacute;rito envolve os nomes deles com o doleiro Fayed Traboulsi, no caso dos desvios do Igeprev.<br />
<br />
Conforme Arag&atilde;o, os nomes de Gomes, candidato ao Senado, do candidato a deputado estadual Eduardo Siqueira Campos e de Vilas Boas estariam na caderneta do doleiro informando altas quantias de dinheiro. <em>&quot;E que dinheiro &eacute; esse que eles deveriam receber do envolvido com o esc&acirc;ndalo do Igeprev?&quot;</em>, questionou Arag&atilde;o.<br />
<br />
Arag&atilde;o apontou que a CPI deve convocar todas as pessoas que tiveram assento no conselho do Igeprev. <em>&ldquo;Todos devem ser convocados na condi&ccedil;&atilde;o de testemunhas, pois se mentir v&atilde;o sair da CPI algemados</em>&rdquo;, finalizou Arag&atilde;o.<br />
<br />
O doleiro foi preso na Opera&ccedil;&atilde;o Miqueias da Pol&iacute;cia Federal em 2013 e apontado como integrante de um esquema de lavagem de dinheiro e desvio de recursos de fundos de pens&atilde;o que teria movimentado R$ 300 milh&otilde;es em um ano e meio.</span>

Comentários pelo Facebook: