Sobral – 300×100
Seet

Projeto com inovação estimula mais eleitores

admin -

<span style="font-size:14px;">Criada com a inten&ccedil;&atilde;o de estimular o h&aacute;bito da leitura entre os estudantes, a Olimp&iacute;ada da Leitura foi implantada na Escola Estadual Santa F&eacute;, em Palmas, no ano de 2013.<br />
<br />
O projeto, coordenado pela professora Meirivone de Oliveira Negre Tavares, j&aacute; vinha sendo desenvolvido durante o ano letivo com as turmas do 2&ordm; e 5&ordm; anos, mas com o sucesso entre os estudantes, em 2014 foi estendido tamb&eacute;m para as turmas do 6&ordm; ano.<br />
<br />
De acordo com a professora que coordena o projeto, a extens&atilde;o foi pensada para manter os alunos que queriam permanecer na Olimp&iacute;ada da Leitura. <em>&ldquo;Como no ano passado eles gostaram muito de participar, quem foi para o 6&ordm; ano n&atilde;o quis ficar de fora. Ent&atilde;o resolvemos ampliar para que eles pudessem continuar no projeto</em>&rdquo;, contou.<br />
<br />
O projeto tem como objetivo contribuir para a forma&ccedil;&atilde;o de leitores ass&iacute;duos desenvolvendo ainda a escrita e a capacidade de interpreta&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
De acordo com a idealizadora da Olimp&iacute;ada da Leitura, os alunos levam os livros para casa e em sala s&atilde;o realizadas atividades como produ&ccedil;&atilde;o de textos sobre o tema, fichas de leitura, dentre outras.<br />
<br />
A escola estipulou a meta anual de 40 livros por aluno com t&iacute;tulos selecionados de acordo com a s&eacute;rie e idade dos leitores. Para vencer a Olimp&iacute;ada os estudantes precisam ler em m&eacute;dia de tr&ecirc;s a quatro livros por m&ecirc;s, mas segundo a coordenadora, eles v&atilde;o al&eacute;m deste n&uacute;mero. <em>&ldquo;H&aacute; os que leem mais, outros que n&atilde;o conseguem atingir a meta, e tem muitos que n&atilde;o se contentam s&oacute; com os livros que indicamos para os projetos e v&atilde;o em busca de outros livros. Isso nos deixa muito felizes, pois prova que o incentivo est&aacute; dando certo</em>&rdquo;, relatou Marivone.<br />
<br />
<u><strong>Leitores ass&iacute;duos</strong></u><br />
<br />
Ingrid Moreira da Silva ficou entre os alunos que mais leram na escola em 2013. Ela conta que al&eacute;m de despertar o interesse pelos diversos g&ecirc;neros liter&aacute;rios, o projeto auxiliou tamb&eacute;m no rendimento escolar.<em> &ldquo;Em portugu&ecirc;s mesmo eu melhorei muito. Na hora de escrever melhor, de ter um bom vocabul&aacute;rio e para saber me expressar. Foi muito bom&rdquo;</em>, conta a estudante que j&aacute; leu 24 t&iacute;tulos s&oacute; neste ano.<br />
<br />
Foi o incentivo da escola que despertou em Pedro &Acirc;ngelo Esp&iacute;rito Santo Silva, de 10 anos, o gosto pela leitura. O aluno do 6&ordm; ano est&aacute; entre os que n&atilde;o se satisfazem somente com os t&iacute;tulos da biblioteca.<em> &ldquo;Antes eu j&aacute; gostava de ler, mas n&atilde;o pegava muitos livros, a&iacute; vi os colegas toda hora na biblioteca, lendo no recreio, levando pra casa e me motivei tamb&eacute;m. Agora estou lendo A Batalha do Apocalipse, um livro que tem mais de 500 p&aacute;ginas. N&atilde;o &eacute; do projeto, mas tamb&eacute;m &eacute; muito legal. Em dias que minha av&oacute; at&eacute; briga, porque saio correndo depois da janta pra pegar o livro&rdquo;</em>, frisou entusiasmado.<br />
<br />
<u><strong>Noite do Pijama</strong></u><br />
<br />
Em 2013, para a culmin&acirc;ncia do projeto de leitura, a escola planejou a Noite do Pijama, uma noite com programa&ccedil;&atilde;o especial para os maiores leitores do ano. <em>&ldquo;Teve brincadeiras muito legais, desfile com as roupas dos personagens dos livros, cinema e pr&ecirc;mios. Foi t&atilde;o bom que ningu&eacute;m queria dormir&rdquo;</em>, conta Geovanna Rodrigues de Sousa, aluna do 3&ordm; ano.<br />
<br />
Para este ano, a unidade de ensino pretende repetir o evento de enceramento como incentivo aos jovens leitores, conforme a professora Marivone.<em> &ldquo;A programa&ccedil;&atilde;o vai ser ainda mais interessante e eles est&atilde;o empolgados para conseguir alcan&ccedil;ar a meta e n&atilde;o ficar de fora da Noite do Pijama. Tem dias que mal consigo atender tantos alunos querendo livros. Esta foi uma forma que encontramos de premi&aacute;-los pelo esfor&ccedil;o que fizeram durante o ano e que trouxe tantos benef&iacute;cios para nossos alunos leitores&rdquo;</em>, completou.</span>

Comentários pelo Facebook: