Seet
Sobral – 300×100

Perícia afirma que assassino de casal morto no Bico do Papagaio estaria dentro do veículo

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A Pol&iacute;cia Civil, por interm&eacute;dio da 10&ordf; DRPC de Araguatins, est&aacute; investigando o assassinato de um casal ocorrido na noite de sexta-feira, 03. As v&iacute;timas foram encontradas mortas no interior de um ve&iacute;culo Gol 1.6, branco, placa JKG-8108, de Bras&iacute;lia, no km 1 da rodovia TO-210, pr&oacute;ximo &agrave; Ponte Dom Affonso Felippe Gregory, divisa entre os Estado do Tocantins e Maranh&atilde;o.<br />
<br />
O homem foi identificado atrav&eacute;s dos documentos encontrados no interior do ve&iacute;culo, como sendo Antonio Irismar de Oliveira, 44 anos, que seria morador de Bras&iacute;lia, j&aacute; a mulher foi identificada como Simone de Almeida Rodrigues, de 23 anos. Tamb&eacute;m no interior do ve&iacute;culo foram encontrados mais de mil reais em esp&eacute;cie e dois celulares.<br />
<br />
Antonio Irismar, que segundo informa&ccedil;&otilde;es seria vendedor de ouro e j&oacute;ias, conduzia o ve&iacute;culo e foi executado com dois tiros, sendo um na cabe&ccedil;a na posi&ccedil;&atilde;o de cima para baixo e outro nas costas. A mulher, que estava no banco do carona, recebeu dois tiros, um na cabe&ccedil;a e outro na nuca.<br />
<br />
Os Peritos do Instituto de Criminal&iacute;stica (ICRIM) de Augustin&oacute;polis estiveram no local do crime, onde realizaram os primeiros procedimentos e liberaram os corpos, que foram removidos para o Instituto M&eacute;dico Legal (IML) de Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Segundo a per&iacute;cia, quem efetuou os disparos que matou o casal estava dentro do carro. De acordo com os peritos a posi&ccedil;&atilde;o que o casal foi atingido determina que o atirador estava no banco de tr&aacute;s. Logo ap&oacute;s ter efetuado os disparos, o atirador saiu andando e deixou um rastro de sangue por cerca de 50 metros. Depois disso, n&atilde;o foram vistos mais rastros, o que se deduz que o atirador pode ter sido resgatado por um comparsa em outro carro.<br />
<br />
O Delegado Regional de Pol&iacute;cia da 10&ordf; DRPC, Carlos Alberto Teixeira de Castro, tamb&eacute;m esteve no local onde os corpos foram encontrados, e afirmou que pela posi&ccedil;&atilde;o direcional do ve&iacute;culo das v&iacute;timas, as mesmas possivelmente foram sequestradas no Estado do Maranh&atilde;o e apenas executadas no Tocantins.</span></div>

Comentários pelo Facebook: