Seet
Sobral – 300×100

Infraero lança edital para construção do Terminal de Cargas do aeroporto de Palmas

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O ano de 2012 foi marcado por a&ccedil;&otilde;es direcionadas a melhorar a log&iacute;stica do Tocantins de modo que a os fluxos de produtos possam ser facilitados para as empresas locais, gerando menores custos. A publica&ccedil;&atilde;o, no &uacute;ltimo dia 20, do edital de licita&ccedil;&atilde;o para a constru&ccedil;&atilde;o do TECA &ndash; Terminal de Log&iacute;stica de Cargas do Aeroporto de Palmas, pelo Di&aacute;rio Oficial da Uni&atilde;o, fechou com louvor os projetos relacionados &agrave; log&iacute;stica do Tocantins nesse ano.<br />
<br />
Segundo o secret&aacute;rio da Ind&uacute;stria e do Com&eacute;rcio, Paulo Massuia, o novo terminal alfandegado facilitar&aacute; a exporta&ccedil;&atilde;o e a importa&ccedil;&atilde;o de insumos e produtos, conferindo melhores condi&ccedil;&otilde;es de competitividade &agrave;s empresas e tamb&eacute;m a possibilidade de atra&ccedil;&atilde;o de novos empreendimentos. &ldquo;V&aacute;rios produtores, inclusive da Bahia, j&aacute; entraram em contato conosco para falar sobre as vantagens, em termos de custos e agilidade, de poder exportar direto do aeroporto de Palmas. Conquistar esses investidores vai gerar uma movimenta&ccedil;&atilde;o muito grande de renda dentro do Estado&rdquo;, lembrou.<br />
<br />
Entre os principais investimentos realizados no setor em 2012 est&aacute; a constru&ccedil;&atilde;o de um porto na cidade de Praia Norte, extremo norte do Estado. O projeto &eacute; de um grupo alem&atilde;o que apostou na implanta&ccedil;&atilde;o de um porto &agrave;s margens do rio Tocantins. O Ecoporto Praia Norte vai diminuir o tempo do translado de produtos da regi&atilde;o norte do pa&iacute;s at&eacute; o sul e o sudeste. O local vai contar ainda com um entreposto fiscal para atender a produ&ccedil;&atilde;o da Zona Franca de Manaus o que deve gerar uma redu&ccedil;&atilde;o de custos para as empresas.<br />
<br />
O acordo entre os dois estados j&aacute; foi assinado. Entre as vantagens para o Tocantins, est&aacute; o lucro com servi&ccedil;os e a movimenta&ccedil;&atilde;o financeira que o porto vai gerar na regi&atilde;o. A empresa investidora j&aacute; tem a licen&ccedil;a para implanta&ccedil;&atilde;o e as obras devem come&ccedil;ar em breve. A previs&atilde;o &eacute; de que j&aacute; no primeiro semestre de 2013 seja realizada a navega&ccedil;&atilde;o piloto desde Manaus/AM &agrave; Praia Norte/TO.<br />
<br />
<u><strong>Rodovias e ferrovia</strong></u><br />
<br />
Com quase sete mil quil&ocirc;metros de rodovias pavimentadas, o Tocantins possui a 6&ordf; maior malha asf&aacute;ltica do pa&iacute;s. Isso sem contar a ferrovia Norte Sul que &aacute; est&aacute; em opera&ccedil;&atilde;o em quase todo o trecho que corta o Estado. S&oacute; nesse ano, quase um milh&atilde;o de toneladas de gr&atilde;os foram transportadas, pela ferrovia, a partir da plataforma de Colinas, Tocantins. Grande parte desses gr&atilde;os &eacute; levada para o Porto de Itaqui, no Maranh&atilde;o.<br />
<br />
Pouco mais de 700 quil&ocirc;metros, que correspondem ao trecho da FNS entre Palmas e A&ccedil;ail&acirc;ndia/MA, j&aacute; est&atilde;o conclu&iacute;dos e em pleno funcionamento. Com rela&ccedil;&atilde;o ao trecho entre Palmas e An&aacute;polis/GO, a previs&atilde;o &eacute; de que os quase 860 quil&ocirc;metros de ferrovia sejam conclu&iacute;dos em 2013 e facilitem ainda mais o transbordo da produ&ccedil;&atilde;o entre norte e sul do pa&iacute;s.</span></div>

Comentários pelo Facebook: