Tocantinense diz ser terrorista e faz refém com dinamites; saída de Dilma e aplicação da Ficha Limpa são exigências

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
O homem que invadiu um quarto do Hotel St. Peter, em Bras&iacute;lia (DF) na manh&atilde; desta segunda-feira (29), com amea&ccedil;as terroristas j&aacute; foi identificado pela Pol&iacute;cia Civil. Trata-se do tocantinese Jac Souza dos Santos, 30 anos, nascido em Arraias e mora em Combinado, ambas no Tocantins.<br />
<br />
Segundo informa&ccedil;&otilde;es, ele&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">disputou elei&ccedil;&atilde;o para vereador em 2008 pelo Partido Progressista, mas n&atilde;o foi eleito e atuou como&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Secret&aacute;rio Municipal de Agricultura de Combinado entre 2009 a 2012. Em 2009, Jac teria feito&nbsp;um concurso para oficial da Pol&iacute;cia Militar, mas foi reprovado.&nbsp;<br />
<br />
Policiais informaram que o suposto &ldquo;terrorista&rdquo;, como ele mesmo disse, faz exig&ecirc;ncias &ldquo;desconexas&rdquo;, como a destitui&ccedil;&atilde;o da presidente Dilma Rousseff, aplica&ccedil;&atilde;o da Lei da Ficha Limpa e a imediata extradi&ccedil;&atilde;o do italiano Cesare Battisti. O homem deu prazo at&eacute; as 18h para que suas exig&ecirc;ncias sejam atendidas.<br />
<br />
No momento da invas&atilde;o, havia 300 pessoas no hotel. De acordo com o cozinheiro-chefe, que n&atilde;o quis dizer o nome, Jac Souza teria feito check-in em dois quartos no 10&ordm; andar, por volta das 5 horas desta segunda-feira. Tr&ecirc;s horas depois, ele teria invadido o primeiro c&ocirc;modo. Toda a &aacute;rea pr&oacute;xima ao hotel est&aacute; interditada. O homem bateu nas portas dos quartos e pediu aos h&oacute;spedes que deixassem o hotel, pois era uma amea&ccedil;a terrorista.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/refem-brasilia.jpg" style="width: 300px; height: 208px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />O mensageiro do hotel [Ailton] &eacute; feito de ref&eacute;m e est&aacute; vestido com um colete carregado supostamente com dinamites. A todo o momento, o suspeito de terrorismo aparece na varanda de um quarto no 13&ordm; andar com a arma apontada para o ref&eacute;m.<br />
<br />
O hotel &eacute; o mesmo que chegou a oferecer emprego de gerente administrativo ao ex-ministro Jos&eacute; Dirceu, condenado por chefiar o mensal&atilde;o do governo Lula, no maior esc&acirc;ndalo de corrup&ccedil;&atilde;o da Hist&oacute;ria, no Brasil.<br />
<br />
O presidente do PP de Combinado (TO) e vereador da cidade, Lindon Jonson Miguel da Silva, disse que Jac &eacute; membro do diret&oacute;rio estadual do partido. Conforme Silva, o homem &eacute; &quot;uma pessoa boa&quot; e &quot;amigo de todos&quot;. &quot;Fomos pegos de surpresa aqui e estamos pedindo a Deus que termine tudo bem&quot;, afirmou o vereador.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Jonson contou ainda que Jac estava na cidade h&aacute; dois ou tr&ecirc;s dias e &quot;ningu&eacute;m sabe porque ele est&aacute; fazendo isso&quot;. Jac tem uma fazenda na regi&atilde;o, avaliada em R$ 60 mil, e mora s&oacute; com a m&atilde;e.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">A pol&iacute;cia estima que, se a bomba no colete do ref&eacute;m for verdadeira, pode destruir pelo menos tr&ecirc;s andares, incluindo o 13&ordm;, onde o poss&iacute;vel terrorista e a v&iacute;tima est&atilde;o.<br />
<br />
<u><strong>BOMBOA NA RODOVI&Aacute;RIA</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Jac Souza Santos disse ainda aos negociadores da Pol&iacute;cia Civil que colocou uma bomba na rodovi&aacute;ria do Plano Piloto, antes de seguir para o hotel.<br />
<br />
O delegado disse que o grau de confiabilidade dessas informa&ccedil;&otilde;es &eacute; baixo, em raz&atilde;o das pr&oacute;prias exig&ecirc;ncias do suposto terrorista [como a aplica&ccedil;&atilde;o imediata da Lei da Ficha Limpa, a ren&uacute;ncia da presidente Dilma Rousseff e a deporta&ccedil;&atilde;o do terrorista italiano Cesare Battisti]. Por&eacute;m, como a &aacute;rea &eacute; de densa movimenta&ccedil;&atilde;o de pessoas, o Esquadr&atilde;o Anti-Bombas da PM vasculhou o local.<br />
<br />
Jac Souza hospedou-se &agrave; 5h50 da manh&atilde; e logo em seguida fez a camareira de ref&eacute;m. O recepcionista subiu para verificar o que estava acontecendo e acabou sendo feito de ref&eacute;m, no lugar da camareira. Ele encontra-se algemado e com um colete que sup&otilde;em-se ter explosivos que ir&aacute; detonar em 18 horas.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/hotel1.jpg" style="width: 600px; height: 392px;" /><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/hotel%202.jpg" style="width: 600px; height: 392px;" /><br />
(Fotos: Correio Brasiliense)</span>

Comentários pelo Facebook: