Sobral – 300×100
Seet

Marcus Marcelo critica familiocracria e prega renovação: "não sou candidato por ser filho de senadora ou por ter padrinho"

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
O araguainense Marcus Marcelo, candidato a deputado federal pelo Partido da Rep&uacute;blica (PR), criticou a predomin&acirc;ncia de uma oligarquia familiar na pol&iacute;tica do Tocantins. Durante reuni&atilde;o em seu comit&ecirc; pol&iacute;tico no &uacute;ltimo s&aacute;bado (27), localizado na Marginal Neblina, em Aragua&iacute;na, Marcus apresentou-se como o novo no cen&aacute;rio pol&iacute;tico que, segundo ele, &eacute; dominado por grupos familiares.<br />
<br />
– <em>&ldquo;Tr&ecirc;s, quatro fam&iacute;lias querem dominar a pol&iacute;tica e isso me preocupa. H&aacute; o candidato a governador do outro lado que tem a esposa como candidata a deputada federal. J&aacute; a senadora &eacute; candidata &agrave; reelei&ccedil;&atilde;o, o filho &eacute; candidato a deputado federal e o outro filho j&aacute; &eacute; vereador de Palmas, tudo dentro da mesma casa. O vice, o Marcelo Lelis, saiu, a justi&ccedil;a tirou, e na hora da discuss&atilde;o ele colocou sua esposa no lugar. Eu n&atilde;o sou candidato porque eu tenho ou tive uma esposa que era prefeita ou por ser filho de senadora. Eu sou candidato a federal por que eu entendo que em Bras&iacute;lia podemos e vamos ajudar muito Aragua&iacute;na e o Tocantins.&nbsp; A minha hist&oacute;ria vem do povo, sou professor e tenho muito orgulho!&rdquo;</em>, afirmou Marcus Marcelo.<br />
<br />
O candidato ressaltou ainda a import&acirc;ncia do sentimento de mudan&ccedil;a na pol&iacute;tica nacional e defendeu uma abertura da popula&ccedil;&atilde;o &ldquo;aos novos e bons nomes, de pessoas &iacute;ntegras e sem hist&oacute;ricos de corrup&ccedil;&atilde;o&rdquo;.<br />
<br />
<strong><u>Tocantins na imprensa nacional</u></strong><br />
<br />
Marcus Marcelo lamentou que o Tocantins tenha sido destaque na imprensa nacional de forma negativa e em raz&atilde;o das &ldquo;coisas ruins que aconteceram no passado&rdquo;. &ldquo;E ser&aacute; que n&oacute;s vamos voltar a esse passado?&rdquo;, questionou.<br />
<br />
Para o candidato, os dois principais nomes a governador s&atilde;o &ldquo;completamente diferentes&rdquo;. <em>&ldquo;Um jovem de 37 anos, n&atilde;o tem nenhum problema com a justi&ccedil;a, j&aacute; demonstrou capacidade de administrar e est&aacute; pronto para governar o Estado e isso depende de cada um de n&oacute;s&rdquo;</em>, ressaltou, referindo-se a Sandoval Cardoso.<br />
<br />
<u><strong>Senador com as caracter&iacute;sitcas de Jo&atilde;o Ribeiro</strong></u><br />
<br />
Marcus Marcelo tamb&eacute;m lembrou do saudoso Jo&atilde;o Ribeiro que, segundo ele, sempre foi um senador voltado ao Tocantins, &agrave; infraestrutura, ao esporte e o campe&atilde;o das creches no Estado.<br />
<br />
-&nbsp;<em>&ldquo;Jo&atilde;o Ribeiro lutou voltado ao povo tocantinense. E infelizmente, hoje n&oacute;s estamos desprovidos de senadores com essas caracter&iacute;sticas. Tem candidato a governador do Tocantins que mora em Goi&aacute;s n&atilde;o sei quantos anos. Esse est&aacute; despachado! A outra tem oito anos que &eacute; senadora e eu desafio qualquer um a dizer uma obra que ela trouxe para Aragua&iacute;na. Ent&atilde;o, n&oacute;s precisamos estar atentos a isso. Por isso eu pe&ccedil;o o voto a Eduardo Gomes e vamos as ruas!&rdquo;</em>, conclamou.<br />
<br />
<u><strong>&quot;Anular o voto n&atilde;o resolve&quot;</strong></u><br />
<br />
Marcus Marcelo destacou que &ldquo;anular o voto n&atilde;o resolve&rdquo; os problemas do Estado e finalizou pedindo aos araguainenses que votem em &ldquo;gente de Aragua&iacute;na&rdquo;.&nbsp;<br />
<br />
<em>- &ldquo;Vamos votar e acreditar em gente de Aragua&iacute;na, acreditar na renova&ccedil;&atilde;o, na mudan&ccedil;a. Eu quero ter a oportunidade de estar em Bras&iacute;lia trazendo recursos para ajudar o Tocantins, Aragua&iacute;na, que aqui &eacute; minha terra&rdquo;</em>, finalizou.</span>

Comentários pelo Facebook: