Sobral – 300×100
Seet

Governador conhece projeto de plantio de algodão em Baraúna (RN)

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Dando sequ&ecirc;ncia &agrave; agenda de compromissos no Nordeste, o Governador Siqueira Campos esteve nesta segunda-feira, 7, em Bara&uacute;na (RN), onde visitou empresa produtora de algod&atilde;o por irriga&ccedil;&atilde;o. A Jiem Agr&iacute;cola trabalha com os sistemas de micro-gotejamento e micro-aspers&atilde;o. &quot;Trata-se de um projeto bel&iacute;ssimo, com sistema eficaz de irriga&ccedil;&atilde;o e canais imensos. O Tocantins merece que uma empresa como essa colabore leve sua tecnologia, seu profissionalismo para melhorar o que j&aacute; fazemos no Estado&quot;, disse o Governador.<br />
<br />
O secret&aacute;rio executivo da Agricultura, Pecu&aacute;ria e do Desenvolvimento Agr&aacute;rio do Tocantins, Ruiter Padua, informou que este &eacute; o primeiro ano que o grupo empresarial planta algod&atilde;o, com tr&ecirc;s variedades (Bayer FM 982 GL, 944 GL e 975 WG). &quot;A produtividade m&eacute;dia &eacute; de de 7.000 quilos por hectare e com rendimento de pluma de 42% de fibra m&eacute;dia&quot;, disse Padua, que acompanha o Governador no Nordeste. &quot;Neste primeiro ano devem ser colhidos em torno de 600.000 quilos de algod&atilde;o e a unidade de processamento, em fase final de montagem, tem capacidade para 1.000.000 quilos&quot;, complementou.<br />
<br />
O Governador ficou impressionado com os n&uacute;meros e fez convite formal para que o grupo visite o Tocantins e analise a viabilidade de investir no Estado. &quot;O Estado est&aacute; de portas abertas para receb&ecirc;-los. Iniciativas como essa s&oacute; tendem a ajudar a desenvolver o Estado e &eacute; nosso papel dar as condi&ccedil;&otilde;es para isso&quot;, afirmou.<br />
<br />
<u><strong>Estudo de viabilidade</strong></u><br />
<br />
Ainda nesta segunda-feira, o Governador esteve nas fazendas da Agrosol Agricultura, em Mossor&oacute; (RN), onde recebeu dos diretores a confirma&ccedil;&atilde;o de que ser&aacute; feito estudo de viabilidade para atua&ccedil;&atilde;o da ind&uacute;stria no Tocantins. A Agrosol, que tem hoje 400 funcion&aacute;rios, cultiva mel&atilde;o por sistema de irriga&ccedil;&atilde;o, cuja produ&ccedil;&atilde;o rende R$ 10 milh&otilde;es por ano e &eacute; exportada &agrave; Europa (Holanda e Inglaterra). (Secom)</span></div>

Comentários pelo Facebook: