Seet
Sobral – 300×100

Prefeito de Babaçulândia cria Plano de Carreira da Educação e garante benefícios tão esperados

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br />
<br />
Desde a instala&ccedil;&atilde;o do Munic&iacute;pio de Baba&ccedil;ul&acirc;ndia (TO), em 1 de janeiro de 1954, os servidores da rede municipal de Educa&ccedil;&atilde;o lutavam pela elabora&ccedil;&atilde;o e aprova&ccedil;&atilde;o do Plano de Cargos, Carreira e Remunera&ccedil;&atilde;o (PCCR) da categoria. Agora, em 2014, este anseio se tornou realidade.<br />
<br />
Nesta segunda-feira (10), a Lei que cria o Plano foi sancionada pelo prefeito Franciel de Brito Gomes. A solenidade foi acompanhada por diversos profissionais da educa&ccedil;&atilde;o e autoridades municipais.<br />
<br />
De acordo com o prefeito, os servidores esperavam h&aacute; muito tempo a aprova&ccedil;&atilde;o do Plano. O gestor garantiu que o Munic&iacute;pio vai pagar a partir do m&ecirc;s de fevereiro de 2015 todos os benef&iacute;cios conquistados pela nova lei. <em>&ldquo;Nos empenhamos ao m&aacute;ximo para que esse compromisso de campanha fosse cumprido. Foram 61 anos de espera. Agora todos os profissionais da educa&ccedil;&atilde;o do munic&iacute;pio de Baba&ccedil;ul&acirc;ndia est&atilde;o sendo valorizados como merecem ser&rdquo;</em>, frisou o prefeito, muito emocionado.<br />
<br />
De acordo com a secret&aacute;ria de Administra&ccedil;&atilde;o e Finan&ccedil;as, Socorro Manuela, o PCCR contempla, al&eacute;m dos professores, todos os profissionais do quadro administrativo, como merendeiras, vigias, motoristas e auxiliares de servi&ccedil;os gerais.<br />
<br />
O PCCR estava engavetado desde o ano de 2010 e foi reformulado na atual gest&atilde;o em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores em Educa&ccedil;&atilde;o (Sintet).<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/pccs.jpg" style="width: 300px; height: 214px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Com o Plano, 97 professores de n&iacute;vel m&eacute;dio v&atilde;o progredir para o n&iacute;vel superior e 22 para p&oacute;s-graduados. Al&eacute;m disso, os profissionais ter&atilde;o direitos a progress&otilde;es vertical e horizontal a cada tr&ecirc;s anos de atividade, al&eacute;m de reajuste salarial da data-base que ficou estipulado para o m&ecirc;s de junho de cada ano.<br />
<br />
O PCCR tamb&eacute;m prev&ecirc; direitos como gratifica&ccedil;&otilde;es de longa dist&acirc;ncia e de dif&iacute;cil acesso para os professores que precisam deslocar mais de 20 km at&eacute; o local de trabalho. <em>&ldquo;Hoje nossa maior clientela est&aacute; na zona rural, por isso pensamos nessa gratifica&ccedil;&atilde;o&rdquo;</em>, explicou.<br />
<br />
A secret&aacute;ria de Finan&ccedil;as e Administra&ccedil;&atilde;o afirmou ainda que a aprova&ccedil;&atilde;o do Plano de Cargos e Carreira s&oacute; foi poss&iacute;vel gra&ccedil;as a extin&ccedil;&atilde;o de todos os contratos tempor&aacute;rios da educa&ccedil;&atilde;o. <em>&ldquo;Quando assumimos a gest&atilde;o do Munic&iacute;pio havia 52 professores contratados. Este ano n&atilde;o temos nenhum. S&atilde;o todos concursados. Se houvessem contratos n&atilde;o ter&iacute;amos condi&ccedil;&otilde;es de colocar em pr&aacute;tica o Plano de Carreira&rdquo;</em>, afirmou Socorro Manuela.<br />
<br />
Segundo a secret&aacute;ria municipal de Educa&ccedil;&atilde;o, F&aacute;tima Silva, o Plano foi bem aceito e ainda levantou a autoestima dos profissionais. <em>&ldquo;H&aacute; muito tempo esperavam, portanto, mais um sonho realizado. A educa&ccedil;&atilde;o de qualidade passa pela valoriza&ccedil;&atilde;o de todos os profissionais que est&atilde;o inseridos neste processo&rdquo;</em>, ressaltou F&aacute;tima.</span><br />
<br />

Comentários pelo Facebook: