Seet
Sobral – 300×100

Dimas atrai descontentamento generalizado na Câmara de Araguaína por não atender requerimentos aprovados

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Alberto Rocha</u><br />
<em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br />
<br />
Uma onda de insatisfa&ccedil;&atilde;o contra o Executivo ronda a C&acirc;mara de Municipal de Aragua&iacute;na (TO). O descontentamento &eacute; generalizado e foi exposto tanto por vereadores de situa&ccedil;&atilde;o quanto de oposi&ccedil;&atilde;o na sess&atilde;o da &uacute;ltima ter&ccedil;a-feira (18).<br />
<br />
O motivo &eacute; simples: o prefeito Ronaldo Dimas (PR) n&atilde;o estaria atendendo nenhum dos requerimentos aprovados pelos vereadores. Dentre os pedidos est&atilde;o troca de l&acirc;mpadas, cascalhamento de ruas, recapeamento asf&aacute;ltico, reforma em escolas, limpeza de lotes em &aacute;rea urbana, dentre outros.<br />
<br />
A indiferen&ccedil;a do Executivo com as demandas aprovadas na C&acirc;mara levou os parlamentares a ensaiar uma debandada geral. O aviso, em tom de amea&ccedil;a, foi dado de forma enf&aacute;tica e un&acirc;nime. <em>&ldquo;Ou ele senta para ouvir os vereadores ou n&atilde;o sabemos o que poder&aacute; ser daqui para frente. A gente facilita a vida dele, mas ele n&atilde;o corresponde ao nosso esfor&ccedil;o. Pode ver que tudo que ela manda para a C&acirc;mara &eacute; aprovado. Ele s&oacute; quer o vem a n&oacute;s, o vosso reino, nada&rdquo;</em>, disse um vereador da base de apoio ao prefeito.<br />
<br />
O vereador Divino Beth&acirc;nia (PROS) foi um dos que elevaram o tom. N&atilde;o poupou cr&iacute;ticas &agrave; equipe t&eacute;cnica do prefeito que, segundo ele, n&atilde;o ajuda em nada na hora de sair &agrave;s ruas para pedir voto.&nbsp; <em>&ldquo;Essa equipe t&eacute;cnica do prefeito n&atilde;o corresponde com os vereadores. N&oacute;s n&atilde;o somos respeitados por ela. Na hora de pegar a on&ccedil;a pelo rabo quem vai &eacute; o vereador e n&atilde;o essa equipe t&eacute;cnica do prefeito</em>&rdquo;, disse Beth&acirc;nia.<br />
<br />
As cr&iacute;ticas do vereador sobraram at&eacute; para a assessoria de comunica&ccedil;&atilde;o da Prefeitura que, segundo ele, &eacute; &ldquo;indecente&rdquo;. <em>&ldquo;Se a prefeitura tivesse uma assessoria de imprensa decente e competente isso n&atilde;o estaria acontecendo&rdquo;</em>, disse Divino Beth&acirc;nia, referindo-se &agrave; falta de informa&ccedil;&atilde;o das principais a&ccedil;&otilde;es que a prefeitura estaria fazendo no Munic&iacute;pio.<br />
<br />
A vereadora Rejane Socorro (DEM), parlamentar mais votada e uma das mais caladas nas sess&otilde;es, resolveu se rebelar ao pedir responsabilidade do Executivo para os requerimentos aprovados na Casa.&nbsp; E n&atilde;o &eacute; para menos. Cerca de 200 metros de sua casa existe uma rua intrafeg&aacute;vel. V&aacute;rios requerimentos j&aacute; teriam sido aprovados na C&acirc;mara solicitando a recupera&ccedil;&atilde;o do local, mas nada teria sido feito at&eacute; agora.<br />
<br />
O vereador Aldair da Costa, o Gip&atilde;o (PR), tamb&eacute;m seguiu o coro dos descontentes. Para o parlamentar, a C&acirc;mara deve convidar o Secret&aacute;rio de Infraestrutura, Sim&atilde;o Moura F&eacute;, para dar explica&ccedil;&otilde;es sobre o n&atilde;o atendimento dos requerimentos aprovados na Casa.<br />
<br />
Gip&atilde;o foi al&eacute;m ao destacar o ritmo da administra&ccedil;&atilde;o do prefeito Dimas. Segundo ele, o Munic&iacute;pio est&aacute; cheio de obras que come&ccedil;aram, mas que n&atilde;o foram conclu&iacute;das.<em> &ldquo;A administra&ccedil;&atilde;o do Ronaldo Dimas j&aacute; est&aacute; na metade do mandato. Por qu&ecirc; n&atilde;o terminar as obras que foram iniciadas? Muitas obras come&ccedil;aram e n&atilde;o terminaram. Se for preciso vamos chamar o secret&aacute;rio de Infraestrutura para explicar na C&acirc;mara sobre essas quest&otilde;es&rdquo;</em>, finalizou.<br />
<br />
J&aacute; o vereador Neto Paje&uacute; (PR) esclareceu que o requerimento de um parlamentar traduz o anseio da popula&ccedil;&atilde;o. <em>&quot;O vereador &eacute; a ponte entre o Executivo e a popula&ccedil;&atilde;o. Quando o prefeito deixa de atender a um requerimento, est&aacute; deixando de atender o povo&quot;</em>, afirmou.</span>

Comentários pelo Facebook: