Seet
Sobral – 300×100

IDHM de Araguaína cresce 29,66% em dez anos

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Arnaldo Filho</u><br />
<em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br />
<br />
De 2000 a 2010, o &Iacute;ndice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Aragua&iacute;na passou de &ldquo;m&eacute;dio&rdquo; para &ldquo;alto&rdquo;. Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regi&otilde;es Metropolitanas Brasileiras, divulgado nesta ter&ccedil;a-feira (25), em 2000, a capital Econ&ocirc;mica do Tocantins apresentava IDHM igual a 0,580. J&aacute; em 2010, o n&uacute;mero chegou a 0,752 – uma taxa de crescimento de 29,66%. Em 1991 era de 0,451.<br />
<br />
O IDHM &eacute; um &iacute;ndice composto por tr&ecirc;s das mais importantes &aacute;reas do desenvolvimento humano: vida longa e saud&aacute;vel (longevidade), acesso ao conhecimento (educa&ccedil;&atilde;o) e padr&atilde;o de vida (renda). O &iacute;ndice vai de 0 a 1: quanto mais pr&oacute;ximo de zero, pior o desenvolvimento humano, quanto mais pr&oacute;ximo de um, melhor.<br />
<br />
A pesquisa aponta que em Aragua&iacute;na, o IDHM Educa&ccedil;&atilde;o, em 2000, era 0,431, passando, em 2010, para 0,712. O IDHM Longevidade era de 0,708 e, em 2010, correspondeu a 0,821. E o IDHM Renda era de 0,638, tendo passado para 0,727.<br />
<br />
A &aacute;rea que mais contribui para o IDHM de Aragua&iacute;na foi Longevidade, com &iacute;ndice de 0,821, seguida de Renda, com &iacute;ndice de 0,727, e de Educa&ccedil;&atilde;o, com &iacute;ndice de 0,712.<br />
<br />
J&aacute;, nesse per&iacute;odo de 10 anos, a &aacute;rea cujo &iacute;ndice mais cresceu em termos absolutos foi Educa&ccedil;&atilde;o (com crescimento de 0,281), seguida por Longevidade e por Renda.<br />
<br />
Aragua&iacute;na ocupa a 508&ordf; posi&ccedil;&atilde;o em melhor desenvolvimento humano entre os 5.565 munic&iacute;pios brasileiros.<br />
<br />
<u><strong>Tocantins e Aragua&iacute;na</strong></u><br />
<br />
Em termos comparativos, de 1991 a 2010, o IDHM de Aragua&iacute;na passou de 0,451, em 1991, para 0,752, em 2010, enquanto o IDHM do Tocantins passou de 0,493 para 0,727. Isso implica em uma taxa de crescimento de 66,74% para Aragua&iacute;na e 47% para o Estado.<br />
<br />
<u><strong>Popula&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Entre 2000 e 2010, a popula&ccedil;&atilde;o de Aragua&iacute;na cresceu a uma taxa m&eacute;dia anual de 2,89%, enquanto no Brasil foi de 1,01%, no mesmo per&iacute;odo. Nesta d&eacute;cada, a taxa de urbaniza&ccedil;&atilde;o do munic&iacute;pio passou de 93,58% para 94,98%. Em 2010 viviam, no munic&iacute;pio, 150.484 pessoas.<br />
<br />
Entre 1991 e 2000, a popula&ccedil;&atilde;o do munic&iacute;pio cresceu a uma taxa m&eacute;dia anual de 2,62%. No Tocantins, esta taxa foi de 1,03%, enquanto no Brasil foi de 1,02%, no mesmo per&iacute;odo. Na d&eacute;cada, a taxa de urbaniza&ccedil;&atilde;o do munic&iacute;pio passou de 91,11% para 93,58%.<br />
<br />
<u><strong>Longevidade, mortalidade e fecundidade</strong></u><br />
<br />
A mortalidade infantil (mortalidade de crian&ccedil;as com menos de um ano de idade) no munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na passou de 35,4 por mil nascidos vivos, em 2000, para 13,1 por mil nascidos vivos, em 2010. Em 1991, a taxa era de 47,9.<br />
<br />
J&aacute; no Tocantins, a taxa era de 19,6, em 2010, de 36,5, em 2000 e 63,7, em 1991. Entre 2000 e 2010, a taxa de mortalidade infantil no pa&iacute;s caiu de 30,6 por mil nascidos vivos para 16,7 por mil nascidos vivos. Em 1991, essa taxa era de 44,7 por mil nascidos vivos.</span>

Comentários pelo Facebook: