Sobral – 300×100
Seet

Sandoval defende Eduardo Siqueira como candidato ao governo em 2014

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">As conversa&ccedil;&otilde;es para o pleito estadual de 2014 j&aacute; se iniciaram e no seio governista est&aacute; em tese uma articula&ccedil;&atilde;o para que o secret&aacute;rio de Rela&ccedil;&otilde;es Institucionais, Eduardo Siqueira Campos seja o candidato do grupo com a senadora K&aacute;tia Abreu como candidata &agrave; reelei&ccedil;&atilde;o ao Senado.<br />
<br />
<em>&ldquo;Minha vis&atilde;o &eacute; que essa &eacute; uma chapa interessante e os produtores rurais acham que a senadora vindo s&oacute; para o Executiva do Tocantins &eacute; uma perda para a classe&rdquo;</em>, opinou o deputado do PSD e presidente eleito da Assembleia Legislativa Sandoval Cardoso em entrevista ao <em>Conex&atilde;o Tocantins</em> nesta sexta-feira, 18.<br />
<br />
O deputado conta que a tend&ecirc;ncia &eacute; a partir de agora o grupo discutir cada vez mais sobre a montagem desta chapa. Seguindo esta linha, o vice-governador Jo&atilde;o Oliveira (PSD) pode assumir o governo ainda este ano. <em>&ldquo;Se existe uma prov&aacute;vel candidatura do senador Eduardo esta articula&ccedil;&atilde;o &eacute; natural. No meu entendimento se o governador se afastar e nada natural que o vice assuma&rdquo;, disse. Mesmo achando natural a poss&iacute;vel sa&iacute;da de Siqueira do governo para abrir caminho para a candidatura de Eduardo Siqueira no pr&oacute;ximo ano Sandoval ponderou que n&atilde;o tem certeza se &eacute; mesmo necess&aacute;rio que o governador deixe o cargo. &ldquo; N&atilde;o tenho certeza que o governador precisa se afastar&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
O deputado do PSD defendeu uma chapa tendo Eduardo &agrave; frente e K&aacute;tia como candidata ao Senado. <em>&ldquo;O Eduardo tem toda experi&ecirc;ncia com o Executivo, j&aacute; foi prefeito, senador e participou ativamente dos governos do governador Siqueira Campos. A senadora &eacute; um exemplo. Ela defende no Senado n&atilde;o s&oacute; a bandeira da agricultura mas sim o Brasil como um todo. Esta chapa tem total condi&ccedil;&otilde;es de disputar uma elei&ccedil;&atilde;o e principalmente de gerir o Estado&rdquo;</em>, colocou.<br />
<br />
Em reuni&atilde;o com prefeitos na semana passada o vice-governador teria dito a prefeitos do PSD que Eduardo &eacute; o candidato do governo e que o governador dever&aacute; se afastar para ele ficar no governo do pr&oacute;ximo ano. Sandoval frisou que mesmo com as especula&ccedil;&otilde;es em torno de Eduardo ainda n&atilde;o houve uma conversa sobre este assunto no PSD nem com o governo. &ldquo;Isso vai se afunilando daqui para frente&rdquo;, pontuou.<br />
<br />
<strong><u>Transi&ccedil;&atilde;o</u></strong><br />
<br />
O deputado contou que j&aacute; se prepara para deixar a Secretaria das Cidades e voltar para a Assembleia onde tomar&aacute; posse como presidente no dia 1&ordm; de fevereiro. &ldquo; Estamos tranquilos, n&atilde;o vai ter nenhuma surpresa, nenhuma dificuldade. O que eu puder fazer para ajudar o Estado, eu vou fazer. Sou parceiro do governo, foi uma honra ter assumido esta pasta, foi uma grande experi&ecirc;ncia&rdquo;, avaliou.<br />
<br />
Sandoval considera que o governo n&atilde;o ter&aacute; dificuldade com rela&ccedil;&atilde;o a apoio da maioria na Casa de Leis. &ldquo;Este papel de articula&ccedil;&atilde;o est&aacute; muito bem articulado pelo Eduardo que &eacute; amigo da maioria dos deputados&rdquo;, disse. <em>(Maria Jos&eacute; Cotrim – Conex&atilde;o Tocantins)</em></span></div>

Comentários pelo Facebook: