Sobral – 300×100
Seet

Assaltante que matou sargento no Maranhão é morto pela PM em Araguaína

admin -

<span style="font-size:14px;">Um homem suspeito de ter participado da morte de um policial no Estado do Maranh&atilde;o foi morto em Aragua&iacute;na pela Pol&iacute;cia Militar depois que teria reagido &agrave; voz de pris&atilde;o no in&iacute;cio da noite de sexta-feira (12).<br />
<br />
A PM disse que Eucl&ecirc;nio Ribeiro Pereira, de 32 anos, participou de um assalto a uma joalheria em Balsas (MA) no dia 19 de novembro. Um sargento da policial militar, que trabalhava como seguran&ccedil;a particular nas horas vagas, foi morto a tiros pelos assaltantes.<br />
<br />
Segundo informa&ccedil;&otilde;es, o assaltante pagou 200 reais a um motoqueiro para lev&aacute;-lo de Filad&eacute;lfia (TO) a Aragua&iacute;na. Chegando no setor Jardim das Flores, Eucl&ecirc;nico percebeu que estava sendo seguido por um policial e deixou o motoqueiro numa borracharia, ap&oacute;s mostrar que estava armado e fazer amea&ccedil;as para que n&atilde;o revelasse sua localiza&ccedil;&atilde;o. Em seguida o criminoso foi de motot&aacute;xi at&eacute; o setor Vila Norte, onde morava, momento em que a pol&iacute;cia fechou o cerco.<br />
<br />
A Pol&iacute;cia Militar informou que Eucl&ecirc;nio estava tentando fugir e reagiu &agrave; voz de pris&atilde;o atirando contra os policiais, que revidaram. Ele foi atingido e acabou morrendo no local. Os propriet&aacute;rios da casa em que o assaltante morava h&aacute; tr&ecirc;s meses disseram que ele era uma pessoa acima de qualquer suspeita, muito simp&aacute;tico, mas que dificilmente era visto.&nbsp;<br />
<br />
Com o criminoso a pol&iacute;cia encontrou uma pistola 380 de inox. A Pol&iacute;cia disse ainda que Eucl&ecirc;nio Pereira j&aacute; havia sido condenado a 24 anos de pris&atilde;o por roubo.<br />
<br />
<u><strong>Crime no Maranh&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Segundo a pol&iacute;cia maranhense, no dia 19 de novembro de 2014, tr&ecirc;s homens seguiram em dire&ccedil;&atilde;o da joalheria na tentativa de realizar um assalto. No local, os criminosos trocaram tiros com o o sargento da PM que fazia seguran&ccedil;a particular e foi atingido na regi&atilde;o do peito. Jo&atilde;o Batista dos Santos, de 41 anos, ainda foi socorrido, mas n&atilde;o resistiu aos ferimentos e acabou morrendo a caminho do hospital municipal de Balsas.</span>

Comentários pelo Facebook: