Seet
Sobral – 300×100

Expectativa de consumo para natal em Araguaína cai 12%, mas comerciantes esperam aumento de 20% nas vendas

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
A expectativa de consumo para o Natal em Aragua&iacute;na caiu 12%, se comparado ao mesmo per&iacute;odo do ano passado, conforme informa&ccedil;&otilde;es do estudo comparativo executado pelo Instituto Fecom&eacute;rcio e Universidade Federal do Tocantins (UFT), feito atrav&eacute;s do cruzamento de dados das pesquisas &ldquo;Expectativa de Vendas &ndash; Natal&rdquo;.<br />
<br />
Em Aragua&iacute;na, os camel&ocirc;s e a internet tiveram um aumento no percentual de pessoas que preferem estes meios para as compras deste ano, em contrapartida o com&eacute;rcio de rua teve um decl&iacute;nio de 13%.<br />
<br />
A m&eacute;dia para a compra de presentes tamb&eacute;m caiu, no ano passado a m&eacute;dia ficou entre R$ 250,00 a 400,00 e em 2014, entre R$ 50,01 a 100,00. A forma de pagamento mais usual continuou sendo o dinheiro em esp&eacute;cie, mas o cart&atilde;o de cr&eacute;dito aumentou cerca de 12%, e a utiliza&ccedil;&atilde;o de cart&atilde;o da pr&oacute;pria loja subiu de 1,6% para 10,4%.<br />
<br />
<strong><u>Comerciantes esperam 20% de aumento nas vendas, diz Aciara</u></strong><br />
<br />
Apesar da pesquisa mostrar uma queda de 12% na expectativa de consumo dos araguainenses, a&nbsp; Associa&ccedil;&atilde;o Comercial e Industrial de Aragua&iacute;na (Aciara)&nbsp; disse que o com&eacute;rcio local vem acumulando taxas de crescimento constantes nas vendas de fim de ano e, em 2014, n&atilde;o deve ser diferente.<br />
<br />
Segundo um levantamento feito pela ACIARA com 150 empresas do com&eacute;rcio local, a m&eacute;dia de crescimento esperada para as vendas no Natal &eacute; de 20%.<br />
<br />
A ACIARA tamb&eacute;m apurou a expectativa de contrata&ccedil;&otilde;es tempor&aacute;rias neste fim de ano. Das lojas pesquisadas, 36% pretendem abrir cerca de 160 novas vagas no total. <em>&ldquo;Por isso &eacute; importante que nosso com&eacute;rcio seja valorizado pelos consumidores. Quando o dinheiro fica na cidade, temos condi&ccedil;&otilde;es de investir mais, gerar mais emprego e renda. &Eacute; aquela velha f&oacute;rmula j&aacute; conhecida pela popula&ccedil;&atilde;o e que sempre d&aacute; certo</em>&rdquo;, explica a diretora de Com&eacute;rcio da associa&ccedil;&atilde;o, H&eacute;lida Dantas.<br />
<br />
Segundo uma pesquisa da Federa&ccedil;&atilde;o do Com&eacute;rcio de Bens, Servi&ccedil;os e Turismo do Estado do Tocantins &ndash; Fecom&eacute;rcio para o Natal deste ano, em Aragua&iacute;na, de 400 pessoas ouvidas, 62,5% pretendem presentear amigos e familiares.<br />
<br />
Os dados tamb&eacute;m mostram que 19,6% dos consumidores pesquisados pretendem gastar entre 50 e 100 reais; 16,4% entre 100 e 150 reais; 16% de 150 a 200 reais e 14,4% at&eacute; 50 reais. 52,4% das compras devem ser pagas em dinheiro e 31,6% com cart&otilde;es de d&eacute;bito e cr&eacute;dito; e entre as op&ccedil;&otilde;es de presentes mais escolhidas est&atilde;o vestu&aacute;rios (29,8%), brinquedos (19,9%), cal&ccedil;ados e complementos (12,3%) e eletr&ocirc;nicos (7,1%).<br />
<br />
<u><strong>Brasil</strong></u><br />
<br />
O Servi&ccedil;o de Prote&ccedil;&atilde;o ao Cr&eacute;dito (SPC Brasil) e a Confedera&ccedil;&atilde;o Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) realizaram uma pesquisa sobre a &ldquo;Inten&ccedil;&atilde;o de Compras no Natal&rdquo; com 681 consumidores das 27 capitais brasileiras. O levantamento apontou que 87% dos brasileiros pretendem presentear neste fim de ano e o valor m&eacute;dio gasto ser&aacute; de R$ 122,40, um aumento real de 30% com rela&ccedil;&atilde;o a 2013, quando a m&eacute;dia foi de R$ 86,59.</span>

Comentários pelo Facebook: