Sobral – 300×100
Seet

Oposição se une e impõe derrota ao prefeito de Filadélfia na eleição da presidência da Câmara

admin -

<u><span style="font-size:14px;">Da Reda&ccedil;&atilde;o</span></u><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">O grupo de oposi&ccedil;&atilde;o ao prefeito de Filad&eacute;lfia, norte do Estado, Ednilson de Sousa, mais conhecido como Ednilson da Beleu, conseguiu realizar uma proeza ao eleger o novo presidente da C&acirc;mara Municipal da cidade, impondo uma derrota hist&oacute;rica ao gestor.&nbsp;<br />
<br />
Depois de muitas conversas pol&iacute;ticas, os cincos vereadores de oposi&ccedil;&atilde;o conseguiram, pela primeira vez, tirar da influ&ecirc;ncia do Executivo a elei&ccedil;&atilde;o da presid&ecirc;ncia do Legislativo Municipal. Segundo fontes ligadas ao prefeito, a derrota imposta marca o in&iacute;cio de um novo comportamento na C&acirc;mara em rela&ccedil;&atilde;o ao Executivo, que sempre teve maioria.<br />
<br />
Estava tudo acertado para que duas chapas concorressem &agrave; Mesa Diretora, mas na &uacute;ltima hora o grupo ligado ao prefeito desistiu por falta de votos suficientes para vencer a disputa.<br />
<br />
O vereador que encabe&ccedil;ou a chapa de oposi&ccedil;&atilde;o vencedora foi o ex-prefeito Gilmar Aires Fragoso, que foi acompanhado por Jos&eacute; Wilson Guimar&atilde;es de Castro, Romildo Rodrigues, Gilmar Mariano e&nbsp; Manoel Sobreira. J&aacute; o grupo ligado ao prefeito n&atilde;o teve alternativa a n&atilde;o ser votar na chapa da oposi&ccedil;&atilde;o. S&atilde;o eles: vereador Arthur Bento, M&aacute;rio Carneiro, Jadson Aires e Adriano Dantas.<br />
<br />
A derrota, que pode atrapalhar os planos do prefeito nos pr&oacute;ximos dois anos, est&aacute; ligada &agrave; insatisfa&ccedil;&atilde;o dos parlamentares que cobram do Executivo um melhor relacionamento com o Poder Legislativo.<br />
<br />
Filad&eacute;lfia faz divisa com o Estado do Maranh&atilde;o, tem cerca de 8 mil habitantes e &eacute; um dos poucos Munic&iacute;pios do Tocantins que respira financeiramente por conta pr&oacute;pria. Segundo vereadores de oposi&ccedil;&atilde;o, a cidade recebe todo m&ecirc;s uma boa compensa&ccedil;&atilde;o financeira pela utiliza&ccedil;&atilde;o dos recursos h&iacute;dricos pela UHE de Estreito.&nbsp;Mas, segundo eles, o prefeito est&aacute; deixando de prestar contas do dinheiro arrecado.<br />
<br />
Outra reclama&ccedil;&atilde;o contra o prefeito refere-se ao atraso em obras executadas com recursos federais, dentre elas a constru&ccedil;&atilde;o de uma creche, al&eacute;m de casas populares do Programa Minha Casa Minha Vida.&nbsp;Mas, segundo parlamentares, at&eacute; agora as resid&ecirc;ncias n&atilde;o sa&iacute;ram do alicerce.<br />
<br />
A cidade tamb&eacute;m est&aacute; um caos, segundo a oposi&ccedil;&atilde;o, ningu&eacute;m sabe o destino do dinheiro recebido da Usina Hidrel&eacute;trica. <em>&quot;Al&eacute;m disso, o prefeito mora em Aragua&iacute;na. A impress&atilde;o que temos &eacute; que ele abandonou a cidade. Antes de ser prefeito ele morava aqui em Filad&eacute;lfia, agora ele mora em Aragua&iacute;na&rdquo;</em>, relatou um vereador.</span>

Comentários pelo Facebook: