Seet
Sobral – 300×100

Extintor veicular do tipo BC deve ser substituído até 31 de dezembro; multa é de R$ 127,6

admin -

<span style="font-size:14px;">Conforme a resolu&ccedil;&atilde;o 157/2004 do Conselho Nacional de Tr&acirc;nsito (Contran), os extintores de inc&ecirc;ndio veiculares do tipo BC devem ser substitu&iacute;dos at&eacute; o dia 31 de dezembro deste ano. Os equipamentos permitidos a partir de 1&ordm; de janeiro de 2015 ser&atilde;o apenas os que forem do tipo ABC.<br />
<br />
De acordo com o especialista em tr&acirc;nsito do Detran-TO, Yuri Nery, os extintores com carga de p&oacute; do tipo ABC s&atilde;o eficazes no combate ao fogo que se propaga por materiais s&oacute;lidos, como pneus, tapetes, bancos e pain&eacute;is do carro. <em>&ldquo;Extintores do tipo BC t&ecirc;m a fun&ccedil;&atilde;o apenas de eliminar chamas causadas por l&iacute;quidos inflam&aacute;veis e equipamentos el&eacute;tricos&rdquo;</em>.<br />
<br />
O novo extintor &eacute; mais seguro e tem validade maior, de cinco anos. Equipamentos do tipo BC vencem a cada tr&ecirc;s anos e podem ser reabastecido apenas uma vez, com prazo de validade de um ano ap&oacute;s a nova carga.<br />
<br />
A nova regra &eacute; v&aacute;lida para todo o pa&iacute;s e abrange carros de passeio, utilit&aacute;rios, camionetas, caminhonetes, caminh&atilde;o, caminh&atilde;o-trator, &ocirc;nibus, micro-&ocirc;nibus e triciclos de cabine fechada. A exce&ccedil;&atilde;o s&atilde;o as motocicletas, uma vez que o extintor de inc&ecirc;ndio n&atilde;o &eacute; obrigat&oacute;rio para esse tipo de ve&iacute;culo.<br />
<br />
A resolu&ccedil;&atilde;o do Contran foi confirmada em novembro de 2009, com cinco anos de prazo para a adequa&ccedil;&atilde;o. Ve&iacute;culos zero Km j&aacute; saem de f&aacute;brica com o equipamento do tipo ABC desde que a norma federal foi estabelecida.<br />
<br />
<u><strong>Infra&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Conduzir o ve&iacute;culo sem equipamento obrigat&oacute;rio, ou estando ineficiente ou inoperante, a infra&ccedil;&atilde;o &eacute; considerada grave, segundo o artigo 230 do C&oacute;digo de Tr&acirc;nsito Brasileiro. A penalidade gera multa de R$ 127,69, cinco pontos na Carteira Nacional de Habilita&ccedil;&atilde;o (CNH) do propriet&aacute;rio do ve&iacute;culo, al&eacute;m de medida administrativa &ndash; reten&ccedil;&atilde;o do ve&iacute;culo para regulariza&ccedil;&atilde;o. (Ascom Detran)</span>

Comentários pelo Facebook: