Seet
Sobral – 300×100

Obras de drenagem ajudam a reduzir problemas de alagamentos

admin -

<span style="font-size:14px;">Os araguainenses n&atilde;o tiveram muitos problemas com rela&ccedil;&atilde;o a alagamentos em 2014, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura. A redu&ccedil;&atilde;o dos problemas s&oacute; foi poss&iacute;vel gra&ccedil;as aos investimentos de mais de R$ 2 milh&otilde;es em obras de drenagem. Foram mais de 5 km de drenagem e constru&ccedil;&atilde;o de 148 bocas de lobo, beneficiando 21 bairros e 12 assentamentos.<br />
<br />
De acordo com o banco de dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), entre os meses de janeiro e abril houve o maior &iacute;ndice pluviom&eacute;trico de 2014, em Aragua&iacute;na. O m&ecirc;s de fevereiro foi o m&ecirc;s que mais choveu no munic&iacute;pio araguainense, tendo 371,4 mm de &aacute;gua pluvial. Depois foi o m&ecirc;s de mar&ccedil;o, com 279,6 mm de chuva; abril teve 229,6 mm; e janeiro ficou com 220,8 mm.<br />
<br />
<u><strong>Dados anuais</strong></u><br />
<br />
Ainda segundo o INMET, o &iacute;ndice pluviom&eacute;trico total de Aragua&iacute;na em 2012 ficou em 1.735,9 mm; no ano seguinte pulou para 2.064,6 mm; em 2014, at&eacute; novembro, o Instituto registrou 1.518,1 mm. Mas os araguainenses podem esperar mais chuva para os meses iniciais de 2015, pois a probabilidade &eacute; de que o per&iacute;odo chuvoso fique mais intenso a partir de agora.<br />
<br />
<u><strong>Drenagem</strong></u><br />
<br />
Antes da pavimenta&ccedil;&atilde;o, a Prefeitura realizou a constru&ccedil;&atilde;o de sistemas de drenagem profunda, a fim de dar vaz&atilde;o &agrave; &aacute;gua da chuva. As vias receberam mais de quatro mil tubos em obras de drenagem, outros sete mil metros de tubos de polietileno de alta densidade (PEAD), material com durabilidade de at&eacute; 75 anos, ser&atilde;o instalados.<br />
<br />
Segundo a Prefeitura, novas obras j&aacute; est&atilde;o licitadas e com contrato assinado que somam mais de R$ 43 milh&otilde;es.&nbsp; As obras atender&atilde;o v&aacute;rios setores como Tereza Hil&aacute;rio, Aragua&iacute;na Sul, S&atilde;o Jo&atilde;o, Ana Maria, Morada do Sol, Tocantins e outros. O recurso &eacute; proveniente do Estado e da Uni&atilde;o e foi conquistado quando o prefeito Ronaldo Dimas esteve &agrave; frente da Secretaria das Cidades, entre 2010 e 2011.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/Eros%E3o%20Tereza%20Hil%E1rio%20Ribeiro%20(7).JPG" style="width: 600px; height: 364px;" /><br />
Nos setores Tereza Hil&aacute;rio Ribeiro, Maracan&atilde; e na Avenida Filad&eacute;lfia foram colocados 1.308 tubos em obras emergenciais, onde os casos mais cr&iacute;ticos causavam risco &agrave; popula&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Desde o in&iacute;cio de 2013, muitos setores receberam obras de drenagem e n&atilde;o sofrem mais com alagamentos, como &eacute; o caso do Centro, Vila Goi&aacute;s, Vila Santiago, Cimba, Nova Aragua&iacute;na, Ti&uacute;ba, Palmas, Caraj&aacute;s com Santa Helena, Universit&aacute;rio, Tereza Hil&aacute;rio Ribeiro, Raizal, Couto Magalh&atilde;es, Nova Aragua&iacute;na, Maracan&atilde;, Ana Maria, Aragua&iacute;na Sul, Aragua&iacute;na Sul II, Bairro S&atilde;o Jo&atilde;o, Itaipu e Alto Bonito. Duas principais avenidas da cidade tamb&eacute;m foram beneficiadas, como a Castelo Branco e C&ocirc;nego Jo&atilde;o Lima, com a reabertura das bocas de lobo existentes.</span>

Comentários pelo Facebook: