Seet
Sobral – 300×100

Adriana Aguiar faz balanço da gestão à frente da Educação e diz que fica sentimento de "dever cumprido"

admin -

<span style="font-size:14px;">Para a secret&aacute;ria de Educa&ccedil;&atilde;o do Tocantins, Adriana Aguiar, 2014 foi o ano em que o Estado conseguiu superar metas de controle da evas&atilde;o escolar e de matr&iacute;culas em Escolas de Tempo Integral, al&eacute;m de ampliar o atendimento tamb&eacute;m na modalidade de Educa&ccedil;&atilde;o de Jovens e Adultos (EJA).<br />
<br />
Ainda conforme a secret&aacute;ria, atrav&eacute;s do programas federais de incentivo e fortalecimento do sistema de ensino e aprendizagem, o Tocantins tamb&eacute;m reduziu &iacute;ndices de analfabetismo entre crian&ccedil;as, ao mesmo tempo em que possibilitou o fortalecimento do ensino m&eacute;dio. No desporto escolar, os alunos atletas tocantinenses conquistaram medalhas e quebraram recordes nos Jogos Escolares da Juventude e nas Paralimp&iacute;adas Escolares.<br />
<br />
Ao fazer um balan&ccedil;o final de sua gest&atilde;o, a secret&aacute;ria de Estado da Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura, Adriana Aguiar, frisou os avan&ccedil;os testemunhados pelo Tocantins na educa&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica e lembrou os desafios a serem enfrentados no setor. <em>&ldquo;Na infraestrutura, foram investidos mais de R$ 7,7 milh&otilde;es na reforma e amplia&ccedil;&atilde;o de 33 unidades escolares em todo o Estado. Em constru&ccedil;&atilde;o, n&oacute;s temos 15 novas escolas e centros profissionalizantes, que somam R$ 96.3 milh&otilde;es em investimento&rdquo;</em>, pontuou.<br />
<br />
Al&eacute;m dos investimentos em infraestrutura escolar, a Seduc investiu na valoriza&ccedil;&atilde;o dos profissionais que est&atilde;o diariamente &agrave; frente das salas de aula.&nbsp; Atualmente, no Tocantins, os professores de n&iacute;vel superior da rede estadual de ensino t&ecirc;m um dos melhores sal&aacute;rios do Brasil, com vencimentos mensais de aproximadamente R$ 3,5 mil. Segundo Adriana Aguiar, a Seduc tamb&eacute;m trabalha pela melhoria da qualidade de vida do professor em sala de aula. <em>&ldquo;Um dos exemplos s&atilde;o os microfones adquiridos para os docentes que sofrem com problemas de voz. Os nossos professores tamb&eacute;m possuem uma carga hor&aacute;ria de trabalho bem distribu&iacute;da. Das 40 horas semanais estabelecidas em instru&ccedil;&atilde;o normativa, 24 horas s&atilde;o cumpridas em sala de aula e as demais s&atilde;o reservadas para planejamento e aperfei&ccedil;oamento&rdquo;</em>, destacou.<br />
<br />
Ainda em rela&ccedil;&atilde;o ao trabalho dos professores, Adriana destacou os programas de forma&ccedil;&atilde;o continuada pelos quais os educadores passam, com o intuito de permanecerem atualizados e ajustados com as pol&iacute;ticas nacionais de promo&ccedil;&atilde;o educacional. S&atilde;o a&ccedil;&otilde;es como o Profuncion&aacute;rio, a Forma&ccedil;&atilde;o Continuada da Parte Diversificada das Escolas de Tempo Integral, o Semin&aacute;rio de Gest&atilde;o Escolar, realizado nas 13 Diretorias Regionais de Gest&atilde;o e Forma&ccedil;&atilde;o, os cursos do Pacto Nacional pela Alfabetiza&ccedil;&atilde;o na Idade Certa (Pnaic) e do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino M&eacute;dio. <em>&ldquo;Isso tudo reflete na qualidade do ensino que estamos oferecendo e que &eacute; destaque nacionalmente. No &uacute;ltimo dia 11, tr&ecirc;s educadoras tocantinenses, sendo duas professoras da rede estadual, receberam o Pr&ecirc;mio Professores do Brasil, que destacou 39 profissionais de todo o pa&iacute;s por iniciativas de sucesso em sala de aula&rdquo;,</em> frisou.<br />
<br />
<strong><u>Tempo Integral</u></strong><br />
<br />
Conforme a Seduc, o Tocantins &eacute; hoje um dos estados que tem se destacado em educa&ccedil;&atilde;o em tempo integral. Prova disso s&atilde;o os &iacute;ndices de n&uacute;mero de matr&iacute;culas e estudantes atendidos nesta modalidade de ensino que possibilita aos estudantes passar mais tempo na escola, aproveitando atividades extracurriculares. Conforme dados do Sistema de Gerenciamento Escolar da Seduc, o Tocantins conta hoje com uma popula&ccedil;&atilde;o de cerca de 180 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino.&nbsp;<br />
<br />
Pesquisa divulgada este ano pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais An&iacute;sio Teixeira (Inep) mostra o Tocantins bem acima da m&eacute;dia nacional quanto ao n&uacute;mero de alunos do ensino fundamental estudando em tempo integral. Conforme o Censo Escolar, atualmente a m&eacute;dia no Tocantins de estudantes do ensino fundamental matriculados em tempo integral &eacute; de 26,1%, o que corresponde a 15,2 pontos percentuais a mais que a m&eacute;dia nacional. <em>&ldquo;N&oacute;s tamb&eacute;m estamos &agrave; frente dos outros estados no &iacute;ndice de estudantes que conclu&iacute;ram o ensino m&eacute;dio at&eacute; os 19 anos de idade. A educa&ccedil;&atilde;o no Tocantins passa pela valoriza&ccedil;&atilde;o do professor, o respeito ao aluno e a busca pela excel&ecirc;ncia</em>&rdquo;, frisou Adriana.<br />
<br />
<u><strong>Balan&ccedil;o</strong></u><br />
<br />
Ao final de quase um ano de gest&atilde;o &agrave; frente da Seduc, a secret&aacute;ria Adriana Aguiar fez um balan&ccedil;o positivo das a&ccedil;&otilde;es direcionadas &agrave; educa&ccedil;&atilde;o em 2014. De acordo com ela, ao final deste processo, o sentimento que fica &eacute; o de dever cumprido. &ldquo;<em>Eu me empenhei ao m&aacute;ximo para contribuir com a melhoria da educa&ccedil;&atilde;o tocantinense e todos os dias em que estive &agrave; frente da Secretaria de Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura busquei cumprir com a responsabilidade de trabalhar em prol das escolas, dos educadores, dos alunos e do governo do Estado&rdquo;</em>, concluiu a gestora que em 2014 representou o Tocantins na vice-presid&ecirc;ncia do Conselho Nacional de Secret&aacute;rios de Educa&ccedil;&atilde;o &ndash; regi&atilde;o Norte. (Ascom/Seduc)</span>

Comentários pelo Facebook: