Seet
Sobral – 300×100

Mila Jaber não assumirá Educação e expõe crise na relação entre Kátia e Marcelo Miranda; PSD também não participará

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
A indicada da senadora K&aacute;tia Abreu (PMDB) para a Secretaria Estadual de Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura, Mila Jaber, comunicou ao governador Marcelo Miranda (PMDB) que n&atilde;o assumir&aacute; mais a pasta. A decis&atilde;o, tomada nesta quinta-feira (1&ordm;), antes da posse, veio depois que circulou nos bastidores a not&iacute;cia de uma discuss&atilde;o bastante acalorada da senadora com Miranda, na tarde de ter&ccedil;a-feira (30). K&aacute;tia estaria insatisfeita com algumas indica&ccedil;&otilde;es, que gostaria de ter feito, a exemplo da Secretaria de Agricultura, Adapec e Ruraltins.<br />
<br />
O deputado e presidente do PSD Iraj&aacute; Abreu, filho da senadora, estaria tamb&eacute;m exigindo a Habita&ccedil;&atilde;o, Naturatins e Itertins.<br />
<br />
Segundo informa&ccedil;&otilde;es, a senadora, e agora Ministra da Agricultura, n&atilde;o aceitou que outros fizessem as indica&ccedil;&otilde;es e decidiu mandar seus aliados entregar os cargos. Mila Jaber justificou &ldquo;motivos pessoais&rdquo;. Em nota &agrave; imprensa, K&aacute;tia e Marcelo negaram as diverg&ecirc;ncias e o rompimento pol&iacute;tico, como j&aacute; se comenta nos bastidores.&nbsp; No entanto, a sa&iacute;da de Mila mostra a profundidade da crise entre os (ex)aliados.<br />
<br />
Outros ind&iacute;cios mostram que a rela&ccedil;&atilde;o entre o governador e a senadora n&atilde;o est&aacute; nada boa. Marcelo Miranda, durante seus dois discursos, um na Assembleia Legislativa e outro no Pal&aacute;cio Araguaia, fez uma imensa lista de agradecimentos, mas em momento algum citou o nome de K&aacute;tia Abreu, sua principal aliada e defensora na campanha eleitoral de outubro.<br />
<br />
Al&eacute;m disso, nem K&aacute;tia e nem seus filhos – o deputado federal Iraj&aacute; Abreu (PSD) e o vereador Irat&atilde; Abreu (PSD) – compareceram &agrave; solenidade de posse de Marcelo.&nbsp;<br />
<br />
K&aacute;tia Abreu afirmou em nota que&nbsp; &ldquo;nunca fez exig&ecirc;ncias de cargos na futura administra&ccedil;&atilde;o&rdquo; de Marcelo Miranda, respeitando a compet&ecirc;ncia do governador eleito.<br />
<br />
J&aacute; Marcelo tentou contornar a situa&ccedil;&atilde;o ao afirmar que os rumores &ldquo;refletem a insatisfa&ccedil;&atilde;o de setores contrariados com as mudan&ccedil;as que ocorrer&atilde;o neste Estado&rdquo;.<br />
<br />
Para Marcelo, a informa&ccedil;&atilde;o &eacute; uma tentativa &ldquo;maldosa&rdquo; de gerar intriga e desuni&atilde;o, mas n&atilde;o vai abalar a convic&ccedil;&atilde;o das for&ccedil;as que se uniram para transformar o Estado e promover as mudan&ccedil;as que o Tocantins precisa e o povo tanto deseja.<br />
<br />
<u><strong>PSD n&atilde;o participar&aacute; do governo</strong></u><br />
<br />
Em nota, o Partido Social Democr&aacute;tico, de Iraj&aacute; Abreu, disse que respeita o &quot;leg&iacute;timo direito&rdquo; do governador escolher os nomes de sua equipe, &ldquo;embora tenha em seus quadros nomes qualificados e preparados&rdquo;.<br />
<br />
Ainda conforme a nota, o PSD deseja &ecirc;xito &agrave; administra&ccedil;&atilde;o de Marcelo Miranda &ldquo;apesar de n&atilde;o participar diretamente do Governo&rdquo;. O partido afirmou que n&atilde;o prosperam &ldquo;quaisquer ila&ccedil;&otilde;es contr&aacute;rias que possam induzir cis&otilde;es partid&aacute;rias na alian&ccedil;a vitoriosa de 2014&rdquo;.</span>

Comentários pelo Facebook: