Seet
Sobral – 300×100

Após matar esposa, homem deixa recado: 'Amava demais'

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Uma mulher foi encontrada morta dentro de casa na manh&atilde; de s&aacute;bado (3) no Setor Lago Sul, em Aragua&iacute;na (TO). Segundo a Pol&iacute;cia Militar, que atendeu a ocorr&ecirc;ncia, Cintia Gomes da Silva, de 29 anos, estava deitada na cama toda ensanguentada e o principal suspeito de ter cometido o crime &eacute; o pr&oacute;prio marido Joarez Felix da Silva, de 28 anos.<br />
<br />
Familiares relataram que Juarez havia ligado para sua irm&atilde; dizendo que naquela noite do dia 02 de janeiro &ldquo;tomaria uma atitude e faria algo que todos ficariam sabendo&rdquo;. Desse instante em diante o homem n&atilde;o atendeu mais as liga&ccedil;&otilde;es. Familiares passaram, ent&atilde;o, a procur&aacute;-lo e foram at&eacute; a resid&ecirc;ncia do casal. Chegando ao local encontraram C&iacute;ntia morta em cima da cama e com sangramentos.&nbsp;<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/thumbs%20(11).jpg" style="height: 250px; width: 250px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />A per&iacute;cia constatou que a prov&aacute;vel causa da morte foi o afundamento no cr&acirc;nio da v&iacute;tima, causado por um objeto contundente, n&atilde;o encontrado. O autor deixou no espelho do quarto uma mensagem escrita com batom: &quot;Amava demais. Ela nunca gostou de mim&quot;. A per&iacute;cia tamb&eacute;m recolheu um bilhete manuscrito, mas n&atilde;o divulgou o conte&uacute;do. A pol&iacute;cia ainda n&atilde;o tem pistas do suspeito.</span>

Comentários pelo Facebook: