Sobral – 300×100
Seet

Ministro da Educação Cid Gomes defende um "Enem para professores"

admin -

<span style="font-size:14px;">O novo ministro da Educa&ccedil;&atilde;o, Cid Gomes (Pros), afirmou nesta segunda-feira (5) que qualquer tipo de avalia&ccedil;&atilde;o dever&aacute; ser feita por op&ccedil;&atilde;o do professor e que pretende avali&aacute;-los anualmente. <em>&ldquo;Deve-se imaginar alternativas, est&iacute;mulos que levem os professores a fazerem esse tipo de avalia&ccedil;&atilde;o. Uma delas pode ser essa j&aacute; colocada pelo ex-ministro Haddad. Voc&ecirc;, tendo um professor passado por uma avalia&ccedil;&atilde;o nacional, ele j&aacute; fica com, vamos dizer assim, um Enem, um passaporte para o ingresso no magist&eacute;rio de um munic&iacute;pio ou de um Estado&rdquo;</em>, afirmou Gomes em Bras&iacute;lia numa entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo.<br />
<br />
Cid tamb&eacute;m disse que quer uma avalia&ccedil;&atilde;o anual dos estudantes da educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica de rede p&uacute;blica. Atualmente, esse exame, chamado Prova Brasil, &eacute; aplicado de dois em dois anos.<br />
<br />
Acrescentou que vai cumprir os compromissos assumidos pela presidente Dilma. Entre os quais, ampliar as ofertas de creches e do ensino em tempo integral, valorizar o professor, e fazer a revis&atilde;o do curr&iacute;culo do ensino m&eacute;dio. <em>&ldquo;O ensino m&eacute;dio &eacute;, sem d&uacute;vida, o setor da educa&ccedil;&atilde;o que tem os piores resultados e ainda tem um desafio de acesso. &Eacute; fundamental que a gente coloque sempre que o papel do Governo federal &eacute; um papel normativo, &eacute; um papel regulativo, &eacute; um papel de est&iacute;mulo&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
O ministro tamb&eacute;m destacou que o Governo vai continuar a investir no Programa Nacional de Acesso ao Ensino T&eacute;cnico e Emprego (Pronatec) e que a meta &eacute; capacitar 12 milh&otilde;es de brasileiros at&eacute; o t&eacute;rmino do segundo mandato da petista.<br />
<br />
<u><strong>Di&aacute;logo com docentes</strong></u><br />
<br />
Em seu primeiro discurso como ministro da Educa&ccedil;&atilde;o, Cid afirmou que a sua gest&atilde;o estar&aacute; aberta ao di&aacute;logo com os docentes. Declarou que a sua experi&ecirc;ncia pol&iacute;tica permitiu conhecer &ldquo;as necessidades do corpo docente&rdquo;.<br />
<br />
O novo titular da pasta, cujo or&ccedil;amento &eacute; um dos maiores da Esplanada dos Minist&eacute;rios, j&aacute; enfrentou rusgas com a categoria no passado, quando era governador do Cear&aacute;.<br />
<br />
<em>&ldquo;Gostaria agora de me dirigir a todos os professores brasileiros: sou filho e irm&atilde;o de professores. Fui tamb&eacute;m professor. Pretendo me reunir com seus representantes, convidando-os para contribuir ainda mais para as pol&iacute;ticas nacionais&rdquo;</em>. (da Folhapress)</span>

Comentários pelo Facebook: