Sobral – 300×100
Seet

CGE fará auditoria em contratos da Saúde; "precisamos mostrar o que está acontecendo", diz

admin -

<span style="font-size:14px;">O Secret&aacute;rio Estadual da Sa&uacute;de, Samuel Bonilha solicitou &agrave; Controladoria Geral do Estado (CGE) que fa&ccedil;a uma auditoria com urg&ecirc;ncia nos contratos, processos de servi&ccedil;os e materiais da Sesau. Os trabalhos j&aacute; se iniciam na tarde desta sexta-feira, 09, com prazo de 15 dias para auditarem os principais processos de UTI &aacute;rea, alimenta&ccedil;&atilde;o, limpeza e hotelaria dos hospitais, medicamentos, &oacute;rteses e pr&oacute;teses, dentre outros.<br />
<br />
Segundo Bonilha, &eacute; preciso mostrar a sociedade o que est&aacute; acontecendo na Secretaria da Sa&uacute;de. <em>&quot;Estamos com o HGP lotado de pacientes que necessitam de &oacute;rteses e pr&oacute;teses, mas os processos de compra encontrados aqui t&ecirc;m v&iacute;cios, e s&oacute; vamos fazer compras ou realizar pagamentos dentro da legalidade&rdquo;</em>, afirmou o secret&aacute;rio.<br />
<br />
No per&iacute;odo da manh&atilde; Bonilha se reuniu com a equipe da CGE que far&aacute; a auditoria nos processos. O t&eacute;cnico da Controladoria, Charlles Fernando Bezerra Lima informou que inicialmente nove t&eacute;cnicos ir&atilde;o trabalhar na auditoria, mas se necess&aacute;rio outros vir&atilde;o para dar agilidade ao trabalho. <em>&ldquo;Foi elaborada uma metodologia para verificar os processos de licita&ccedil;&atilde;o que precisam ser homologados. Com rela&ccedil;&atilde;o aos processos em andamento iremos verificar os pre&ccedil;os com rela&ccedil;&atilde;o ao mercado, as quantidades entregues, entrevistar servidores que realizaram as solicita&ccedil;&otilde;es de compras, dentre outros pontos. E a partir desta an&aacute;lise vamos indicar a autoriza&ccedil;&atilde;o de pagamentos, encerramentos de contratos, uma tomada de contas especial ou uma auditoria espec&iacute;fica para determinados assuntos que envolvem uma complexidade maior&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
Charlles indicou que as prioridades de an&aacute;lise s&atilde;o os contratos que est&atilde;o em andamento que podem causar alguma paralisa&ccedil;&atilde;o dos servi&ccedil;os essenciais da sa&uacute;de.<br />
<br />
<u><strong>Medidas de conten&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Na ultima quarta-feira, 07, foi publicado no di&aacute;rio oficial do Estado portaria da Sesau que disp&otilde;e sobre as medidas de conten&ccedil;&atilde;o de gastos,&nbsp; ajustes de contas e reordenamento das despesas, dentre outras provid&ecirc;ncias no &acirc;mbito da secretaria por um per&iacute;odo de seis meses.<br />
<br />
Tamb&eacute;m no mesmo di&aacute;rio oficial foi criado a Comiss&atilde;o Permanente de Licita&ccedil;&atilde;o da Sesau para dar agilidade aos processos de compras, que antes eram realizados na Secretaria de Planejamento do Estado.<br />
<br />
Com a cria&ccedil;&atilde;o da Comiss&atilde;o na Sesau a inten&ccedil;&atilde;o da pasta &eacute; dar prefer&ecirc;ncia aos preg&otilde;es eletr&ocirc;nicos que visa, basicamente, aumentar a quantidade de participantes e baratear o processo licitat&oacute;rio, permitindo a amplia&ccedil;&atilde;o da disputa licitat&oacute;ria, com a participa&ccedil;&atilde;o de maior n&uacute;mero de empresas de diversos estados. &Eacute; uma modalidade &aacute;gil, transparente e que possibilita uma negocia&ccedil;&atilde;o eficaz entre os licitantes. <em>(Ascom Sa&uacute;de)</em></span>

Comentários pelo Facebook: