Seet
Sobral – 300×100

"Atual governo não pode pagar o preço da antiga gestão", afirma governador Marcelo Miranda

admin -

<span style="font-size:14px;">O governador do Tocantins, Marcelo Miranda participou na manh&atilde; desta ter&ccedil;a-feira, 13, em Palmas, da cerim&ocirc;nia de troca de comando de unidades operacionais da Capital e designa&ccedil;&atilde;o de oficiais superiores para fun&ccedil;&otilde;es estrat&eacute;gicas.<br />
<br />
Durante a solenidade, Miranda fez uma avalia&ccedil;&atilde;o dos primeiros dias de seu governo e relatou problemas graves deixados pela antiga gest&atilde;o, como o n&atilde;o pagamento da folha de servidores referente a dezembro de 2014, a n&atilde;o divulga&ccedil;&atilde;o da lista de aprovados no &uacute;ltimo concurso da Secretaria da Defesa Social e a entrega das contas do governo para serem analisadas pela Assembleia Legislativa, que at&eacute; o momento n&atilde;o foi realizada.<br />
<br />
<em>&ldquo;A sociedade tocantinense precisa saber do que ficou para tr&aacute;s. O atual governo n&atilde;o pode pagar o pre&ccedil;o da antiga gest&atilde;o. Temos que olhar sempre &agrave; frente, mas n&atilde;o podemos deixar para tr&aacute;s os problemas do passado. Na madrugada de hoje os funcion&aacute;rios estaduais receberam os seus sal&aacute;rios. Eu acho que j&aacute; foi uma grande a&ccedil;&atilde;o em que toda a equipe de governo discutiu e encontrou uma solu&ccedil;&atilde;o. O servidor p&uacute;blico ser&aacute; respeitado em nosso governo, como toda a sociedade. Mas n&oacute;s vamos buscar os respons&aacute;veis por estes problemas que identificamos no Estado</em>&rdquo;, garantiu.<br />
<br />
<u><strong>Cerim&ocirc;nia de Troca de Comando</strong></u><br />
<br />
Na cerim&ocirc;nia desta manh&atilde; aconteceram as trocas de comando do 1&ordm; Batalh&atilde;o da Capital, da Companhia Independente de Policiamento Rodovi&aacute;rio Ambiental (Cipra), da Companhia Independente de Opera&ccedil;&otilde;es Especiais (Cioe), da Academia Policial Militar Tiradentes, do Col&eacute;gio de Pol&iacute;cia Militar e de chefias e dire&ccedil;&otilde;es de fun&ccedil;&otilde;es estrat&eacute;gicas.<br />
<br />
Segundo o governador, o Tocantins vai implementar uma gest&atilde;o policial pautada no di&aacute;logo com a comunidade e intolerante ao crime e a viol&ecirc;ncia. <em>&ldquo;J&aacute; demos prova de que seremos firmes no combate &agrave; criminalidade, n&atilde;o s&oacute; pela indica&ccedil;&atilde;o do comando da PM, mas tamb&eacute;m na escolha do secret&aacute;rio da Seguran&ccedil;a P&uacute;blica. A &ecirc;nfase do nosso governo ser&aacute; a Pol&iacute;cia Mais Perto de Voc&ecirc;, pois acreditamos que a fun&ccedil;&atilde;o da Pol&iacute;cia Militar n&atilde;o &eacute; s&oacute; de prender, mas garantir a seguran&ccedil;a da sociedade&rdquo;</em>, afirmou.<br />
<br />
Para o novo comandante da Pol&iacute;cia Militar Militar, coronel Glauber de Oliveira Santos, a atua&ccedil;&atilde;o da PM ser&aacute; ostensiva no combate ao crime e na proximidade com a popula&ccedil;&atilde;o. &ldquo;<em>Vamos resgatar o trabalho da Pol&iacute;cia Comunit&aacute;ria, mas tamb&eacute;m com a presen&ccedil;a constante de policiais nas ruas a fim de inibir a a&ccedil;&atilde;o de bandidos&rdquo;</em>, frisou.</span>

Comentários pelo Facebook: