Sobral – 300×100
Seet

Ministro admite possibilidade de recessão no Brasil no primeiro trimestre deste ano

admin -

<span style="font-size:14px;">O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu nesta quarta-feira (21) a possibilidade de o pa&iacute;s registrar contra&ccedil;&atilde;o econ&ocirc;mica no primeiro trimestre de 2015, mas ponderou que a recess&atilde;o deve ser moment&acirc;nea. &ldquo;Um trimestre de recess&atilde;o n&atilde;o quer dizer nada em termos de crescimento&rdquo;, destacou.<br />
<br />
Para o ministro, a recupera&ccedil;&atilde;o da credibilidade e da confian&ccedil;a no pa&iacute;s impulsionar&aacute; o investimento e ajudar&aacute; a preservar o emprego e o consumo nos meses seguintes. Ele participa do F&oacute;rum Econ&ocirc;mico Mundial em Davos, na Su&iacute;&ccedil;a, e minimizou o impacto das medidas de ajuste fiscal anunciadas segunda-feira (19) na produ&ccedil;&atilde;o e no consumo em 2015, pois considera que os efeitos dos cortes de gastos e do aumento de tributos devem limitar-se aos primeiros meses de 2015.<br />
<br />
Levy tamb&eacute;m informou que o governo dever&aacute; continuar a fazer ajustes para retomar o crescimento. Segundo ele, as medidas de corte de gastos e de aumento de tributos anunciadas nas &uacute;ltimas semanas s&atilde;o apenas o primeiro passo para reequilibrar a economia.<br />
<br />
&ldquo;Para o investidor internacional, &eacute; importante saber que n&atilde;o trabalhamos no curt&iacute;ssimo prazo. N&atilde;o estamos aqui procurando fazer remendos, estamos arrumando a casa para garantir crescimento s&oacute;lido&rdquo;, afirmou o ministro em entrevista a jornalistas brasileiros na Su&iacute;&ccedil;a. A grava&ccedil;&atilde;o da entrevista foi divulgada pela assessoria de imprensa do Minist&eacute;rio da Fazenda.</span>

Comentários pelo Facebook: