Seet
Sobral – 300×100

Cerca de 80 feridos em incêndio em Santa Maria (RS) estão em estado grave, diz ministro

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Um dia depois da trag&eacute;dia ocorrida em uma festa universit&aacute;ria na boate Kiss em Santa Maria, na regi&atilde;o central do Rio Grande do Sul, cerca de 80 feridos ainda est&atilde;o em estado grave, segundo o ministro da Sa&uacute;de, Alexandre Padilha. O inc&ecirc;ndio matou 231 pessoas na madrugada de domingo (27).<br />
<br />
Em entrevista coletiva na manh&atilde; desta segunda (28), o ministro disse que os pacientes, v&iacute;timas do inc&ecirc;ndio ocorrido na casa noturna, recebem &quot;cuidados intensivos&quot;. &quot;Queremos manter a possibilidade de termos vagas em UTI caso seja necess&aacute;rio&quot;, afirmou. Pelo menos 17 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva em Santa Maria foram liberados para atender poss&iacute;veis novas v&iacute;timas.<br />
<br />
O n&uacute;mero total de feridos espalhados por hospitais de quatro cidades ga&uacute;chas chega a 121. Em Santa Maria, s&atilde;o 82 pacientes internados &ndash; 40 em estado grave. &quot;S&atilde;o pacientes que est&atilde;o em ventila&ccedil;&atilde;o mec&acirc;nica. Estes pacientes est&atilde;o em estado critico&quot;, afirmou Padilha.<br />
<br />
Os outros 39 foram transferidos para Porto Alegre e para cidades da regi&atilde;o metropolitana. O ministro disse que ir&aacute; para a capital ga&uacute;cha ainda nesta segunda acompanhar o trabalho das equipes m&eacute;dicas e as condi&ccedil;&otilde;es de sa&uacute;de das v&iacute;timas.<br />
<br />
<u><strong>Bancos de pele</strong></u><br />
<br />
O governo federal tamb&eacute;m j&aacute; entrou em contato com bancos de pele de pa&iacute;ses vizinhos. &quot;Estamos contatando bancos de pele de outros pa&iacute;ses, que podem ser necess&aacute;rios. J&aacute; conversei com ministros da Argentina, Uruguai e Peru&quot;, afirmou Padilha.<br />
<br />
<strong><u>Inc&ecirc;ndio</u></strong><br />
<br />
O inc&ecirc;ndio come&ccedil;ou por volta das 2h30 de domingo, durante a apresenta&ccedil;&atilde;o da banda Gurizada Fandangueira, que utilizou sinalizadores para uma esp&eacute;cie de show pirot&eacute;cnico. Segundo relatos de testemunhas, fa&iacute;scas de um equipamento conhecido como &quot;sputnik&quot; atingiram a espuma do isolamento ac&uacute;stico, no teto da boate, dando in&iacute;cio ao fogo, que se espalhou pelo estabelecimento em poucos minutos.<br />
<br />
O inc&ecirc;ndio provocou p&acirc;nico e muitas pessoas n&atilde;o conseguiram acessar a sa&iacute;da de emerg&ecirc;ncia. A festa &quot;Agromerados&quot; reunia estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, dos cursos de pedagogia, agronomia, medicina veterin&aacute;ria, zootecnia e dois cursos t&eacute;cnicos.<br />
<br />
Pelo menos 101 das v&iacute;timas identificadas eram estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, segundo informou a institui&ccedil;&atilde;o em sua p&aacute;gina na internet.<br />
<br />
O comandante do Corpo de Bombeiros da regi&atilde;o central do Rio Grande do Sul, tenente-coronel Mois&eacute;s da Silva Fuch, disse que o alvar&aacute; de funcionamento da boate estava vencido desde agosto do ano passado.<br />
<br />
<u><strong>&quot;Fatalidade&quot;</strong></u><br />
<br />
Por meio dos seus advogados, a boate Kiss se pronunciou sobre a trag&eacute;dia. A dire&ccedil;&atilde;o do estabelecimento classificou o ocorrido como uma &quot;fatalidade&quot;, afirmou que a empresa est&aacute; em &quot;situa&ccedil;&atilde;o regular&quot; e &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o das autoridades. A nota foi emitida pelo grupo de advogados associados K&uuml;mmel &amp; K&uuml;mmel, que representa os propriet&aacute;rios da boate.</span></div>

Comentários pelo Facebook: