Sobral – 300×100
Seet

UPA Araguaína Sul inicia classificação de gravidades com pulseiras coloridas

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A Unidade de Pronto Atendimento no Setor Aragua&iacute;na Sul inicia nesta segunda (28), oficialmente, a utiliza&ccedil;&atilde;o das pulseiras coloridas classificat&oacute;rias, que fazem parte do Acolhimento por cor, conforme preconiza o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de (MS).<br />
<br />
O objetivo, al&eacute;m de identificar os pacientes priorit&aacute;rios, &eacute; de tamb&eacute;m facilitar o olhar de toda a equipe de Enfermagem e M&eacute;dica no que diz respeito a identifica&ccedil;&atilde;o dos pacientes cuja prioridade &eacute; definida pela colora&ccedil;&atilde;o da pulseira.<br />
<br />
O sistema de acolhimento com classifica&ccedil;&atilde;o de risco funciona da seguinte forma: ap&oacute;s ter a ficha de atendimento preenchida, o paciente vai para a sala de classifica&ccedil;&atilde;o de risco. Nessa sala, o estado do paciente &eacute; conferido por uma Enfermeira, que vai detectar o seu risco, atrav&eacute;s de uma pulseira, que pode ser vermelha, amarela, verde ou azul.<br />
<br />
Se classificado dentro do n&iacute;vel vermelho, o paciente que chega &agrave; unidade tem o estado de sa&uacute;de grave e corre risco de morte. Seu atendimento dever ser urgente, tendo prioridade entre os demais. J&aacute; se o paciente for classificado no n&iacute;vel amarelo, seu estado de sa&uacute;de tamb&eacute;m &eacute; grave e precisa entrar em atendimento com urg&ecirc;ncia. No caso do paciente com a pulseira verde, representa que ele n&atilde;o corre risco de morte, podendo ser atendido sem prioridade. Quanto aos pacientes identificados com a pulseira azul, s&atilde;o aqueles que nem deveriam procurar a emerg&ecirc;ncia, mas um posto de sa&uacute;de na pr&oacute;pria comunidade. H&aacute; tamb&eacute;m casos em que n&atilde;o recomenda-se identificar a classifica&ccedil;&atilde;o por pulseira, uma vez que pode haver altera&ccedil;&otilde;es no estado cl&iacute;nico do paciente. (Assessoria)</span></div>

Comentários pelo Facebook: