Sobral – 300×100
Seet

Vicentinho Júnior apresenta projeto para valorizar salário mínimo dos idosos

admin -

<span style="font-size:14px;">O Deputado Federal Vicentinho J&uacute;nior (PSB-TO) apresentou Projeto de Lei n&deg; 220/15, que disp&otilde;e sobre a pol&iacute;tica de valoriza&ccedil;&atilde;o do sal&aacute;rio m&iacute;nimo, principalmente dos idosos, e dos benef&iacute;cios mantidos pelo Regime Geral de Previd&ecirc;ncia Social (RGPS) no per&iacute;odo entre 2016 e 2019.<br />
<br />
<em>&ldquo;Votaremos, com certeza, nesta semana. Queremos chegar ao Dia do Trabalhador [1&ordm; de maio] com a pol&iacute;tica do sal&aacute;rio m&iacute;nimo sancionada&rdquo;</em>, disse Vicentinho.<br />
<br />
A proposta &eacute; que o valor do sal&aacute;rio m&iacute;nimo continue sendo calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado, garantido um percentual m&iacute;nimo de 2% mais a reposi&ccedil;&atilde;o da infla&ccedil;&atilde;o do ano anterior pelo &Iacute;ndice Nacional de Pre&ccedil;os ao Consumidor (INPC). De acordo com o Dieese, o sal&aacute;rio m&iacute;nimo atual n&atilde;o supre as despesas de um trabalhador e sua fam&iacute;lia com alimenta&ccedil;&atilde;o, moradia, sa&uacute;de, educa&ccedil;&atilde;o, entre outros.<br />
<br />
Com rela&ccedil;&atilde;o aos pa&iacute;ses Sul-Americanos, o sal&aacute;rio m&iacute;nimo brasileiro representa 50% do m&iacute;nimo argentino, e encontra-se abaixo da m&eacute;dia continental, que &eacute; de 330,0 d&oacute;lares em 2014. &ldquo;<em>O sal&aacute;rio m&iacute;nimo &eacute; direito fundamental consagrado na Constitui&ccedil;&atilde;o Federal, que est&aacute; diretamente ligado &agrave; satisfa&ccedil;&atilde;o das necessidades f&iacute;sicas e sociais do trabalhador, assim como &agrave; sua dignidade&rdquo;</em>, afirmou o deputado tocantinense Vicentinho.</span>

Comentários pelo Facebook: