Seet
Sobral – 300×100

Cinegrafista é agredido e tem equipamento quebrado enquanto fazia reportagem em Araguaína

admin -

<span style="font-size:14px;">Um cinegrafista foi agredido em Aragua&iacute;na (TO) na noite de domingo (8) e teve sua c&acirc;mera quebrada enquanto fazia uma mat&eacute;ria policial. O fato ocorreu na Rua Nem&eacute;sio, no Setor Santa Helena, por volta das 20h30.<br />
<br />
O cinegrafista do Programa Rota, F. D. A, de 28 anos, sofreu a agress&atilde;o enquanto fazia imagens de uma ocorr&ecirc;ncia envolvendo a pris&atilde;o de supostos autores de uma tentativa de roubo. Segundo consta na ocorr&ecirc;ncia policial registrada do fato, Lu&iacute;s Filipe Oliveira, de 24 anos, parente da v&iacute;tima do roubo, deu um chute nas costas do profissional da imprensa. Com a viol&ecirc;ncia da agress&atilde;o, a c&acirc;mera caiu no ch&atilde;o e quebrou.<br />
<br />
O caso foi encaminhado pela Pol&iacute;cia Militar &agrave; Delegacia de Plant&atilde;o onde foi lavrado um TCO &minus; Termo Circunstancial de Ocorr&ecirc;ncia.&nbsp; A dire&ccedil;&atilde;o do Programa Rota informou que vai processar o autor da agress&atilde;o.<br />
<br />
Segundo Magna Cavalcante, apresentadora do Programa, j&aacute; na tarde de segunda-feira (9), Luis Felipe, autor da agress&atilde;o, foi &agrave; sede da emissora e teria tentado intimid&aacute;-la, caso divulgasse imagens dele. Magna afirmou que vai registrar tamb&eacute;m um Boletim de Ocorr&ecirc;ncia.<br />
<br />
A comandante do 2&ordm; BPM, Patr&iacute;cia Murussi Leite, afirmou, em nota, que a institui&ccedil;&atilde;o Pol&iacute;cia Militar repudia qualquer tipo de viol&ecirc;ncia contra a comunidade. E sobre o fato ocorrido, ressaltou que mesmo diante de uma situa&ccedil;&atilde;o de &acirc;nimos alterados, &quot;n&atilde;o se justifica a agress&atilde;o f&iacute;sica a nenhum cidad&atilde;o, nem tampouco a um profissional que exercia sua fun&ccedil;&atilde;o&quot;.<br />
<br />
A comandante manifestou indigna&ccedil;&atilde;o e acrescentou que a PM interveio, evitando assim que a agress&atilde;o prosseguisse e tomasse propor&ccedil;&otilde;es mais graves.&nbsp; Ainda ressaltou que as duas partes envolvidas no desentendimento foram encaminhadas &agrave; Delegacia de Plant&atilde;o.<br />
<br />
Colegas de profiss&atilde;o tamb&eacute;m lamentaram profundamente o ocorrido, cobraram resposta das autoridades e repudiaram a viol&ecirc;ncia.</span>

Comentários pelo Facebook: