Sobral – 300×100
Seet

MPE oficiará Pró-Saúde e Secretário Rubens Neves sobre atendimento de crianças

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Ap&oacute;s publica&ccedil;&atilde;o de mat&eacute;ria mostrando que crian&ccedil;as ficam expostas a riscos durante o longo tempo de espera por atendimento na UPA Aragua&iacute;na Sul, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual, atrav&eacute;s do promotor de Justi&ccedil;a F&aacute;bio Lopes, garantiu que ir&aacute; solicitar informa&ccedil;&otilde;es &agrave; Secretaria Municipal de Sa&uacute;de e a Pr&oacute;-Sa&uacute;de sobre as condi&ccedil;&otilde;es em que as crian&ccedil;as est&atilde;o sendo atendidas.<br />
<br />
Conforme o promotor, um oficio ser&aacute; expedido ao secret&aacute;rio de sa&uacute;de Rubens Neves e ao diretor da Pr&oacute;-Sa&uacute;de em Aragua&iacute;na, recomendando, inclusive, que as crian&ccedil;as tenham uma sala priorit&aacute;ria para aguardar o atendimento na UPA, colocando-as livres de quaisquer complica&ccedil;&otilde;es que podem advir do contato com pacientes adultos. Ainda conforme F&aacute;bio Lopes, caso o munic&iacute;pio n&atilde;o tenha como providenciar a solicita&ccedil;&atilde;o, recomendar&aacute;, ent&atilde;o, que as crian&ccedil;as sejam atendidas diretamente no Hospital Municipal de Aragua&iacute;na.<br />
<br />
<strong><u>Entenda</u></strong><br />
<br />
A demora no atendimento da UPA Aragua&iacute;na Sul tem sido constante alvo de cr&iacute;ticas, principalmente por parte das m&atilde;es de fam&iacute;lia que acompanham seus filhos menores durante o atendimento. A principal reclama&ccedil;&atilde;o &eacute; que os indefesos ficam horas numa sala juntamente com adultos e idosos &agrave; espera do atendimento.<br />
<br />
Fato &eacute; que muitas dessas crian&ccedil;as, al&eacute;m de j&aacute; possu&iacute;rem um sistema imunol&oacute;gico fr&aacute;gil, correm s&eacute;rios riscos de serem acometidas por outras complica&ccedil;&otilde;es pelo fato de ficarem expostas. &ldquo;Acho isso aqui muito errado. As crian&ccedil;as ficam perto de adultos, idosos, maioria com problemas desconhecidos. &Agrave;s vezes pode at&eacute; sair daqui com outras doen&ccedil;as&rdquo;, contou uma m&atilde;e que esperava atendimento para o filho de 1,5 anos h&aacute; mais de duas horas, na &uacute;ltima segunda-feira (28).<br />
<br />
Conforme informa&ccedil;&otilde;es, as crian&ccedil;as n&atilde;o deveriam ser atendidas somente na UPA &ndash; Aragua&iacute;na Sul. Em novembro de 2011, a prefeitura fechou o Hospital Municipal (HMA) para o atendimento &agrave; popula&ccedil;&atilde;o em geral e passou a receber com prioridade as crian&ccedil;as. Por&eacute;m, o pr&eacute;dio est&aacute; sendo utilizado apenas para interna&ccedil;&otilde;es. No entanto, com as altera&ccedil;&otilde;es no sistema do HMA a inten&ccedil;&atilde;o era dar prioridade ao atendimento de crian&ccedil;as, pondo-as livres de quaisquer complica&ccedil;&otilde;es externas decorrentes da morosidade no atendimento e do contato com pessoas acometidas por outras complica&ccedil;&otilde;es.&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
<u><strong>Propostas de campanha</strong></u><br />
<br />
Na campanha eleitoral do ano passado, uma das principais propostas para a &aacute;rea de sa&uacute;de do prefeito Ronaldo Dimas &eacute; a implanta&ccedil;&atilde;o de cl&iacute;nicas especializadas para idosos, mulheres e crian&ccedil;as, al&eacute;m do prontu&aacute;rio eletr&ocirc;nico, com o intuito de agilizar a marca&ccedil;&atilde;o de consultas via telefone.</span></div>

Comentários pelo Facebook: