Sobral – 300×100
Seet

Empresários de multinacionais analisam potencial do Tocantins para instalar unidades

admin -

<span style="font-size:14px;">Empres&aacute;rios das &aacute;reas da constru&ccedil;&atilde;o met&aacute;lica, energia renov&aacute;vel e da produ&ccedil;&atilde;o de alimentos que buscam instalar unidades no Tocantins foram recebidos na manh&atilde; de ter&ccedil;a-feira (10) pelo governador Marcelo Miranda. Na ocasi&atilde;o, representantes da Gelcampo Alimentos Brasil e da Martifer Constru&ccedil;&otilde;es, com atua&ccedil;&otilde;es em diversos pa&iacute;ses, ressaltaram o interesse em investir no Estado, tendo em vista as potencialidades nas &aacute;reas de log&iacute;stica, condi&ccedil;&otilde;es clim&aacute;ticas, solos f&eacute;rteis e gera&ccedil;&atilde;o de energia por meio da luz solar.<br />
<br />
Na produ&ccedil;&atilde;o de alimentos, a Gelcampo Alimentos Brasil, de origem portuguesa, visa investir na produ&ccedil;&atilde;o local, com base na transfer&ecirc;ncia de tecnologia, qualifica&ccedil;&atilde;o da m&atilde;o de obra&nbsp; e na possibilidade de gerar empregos no Estado. De acordo com Nildo de Freitas, representante do grupo de empres&aacute;rios, a Gelcampo &eacute; especialista na t&eacute;cnica de resfriamento &agrave; base de nitrog&ecirc;nio, congelando alimentos em cerca de tr&ecirc;s segundos. Ainda segundo o representante, quest&otilde;es como a boa log&iacute;stica, a abund&acirc;ncia de recursos naturais, como &aacute;gua e energia, al&eacute;m dos produtos decorrentes do agroneg&oacute;cio, foram os fatores que despertaram a aten&ccedil;&atilde;o da empresa para o Estado. <em>&ldquo;O interesse &eacute; firmar parcerias com as demais ind&uacute;strias de processamento de alimentos para a distribui&ccedil;&atilde;o ao mercado nacional e internacional&rdquo;</em>, argumenta.<br />
<br />
Na &aacute;rea da constru&ccedil;&atilde;o civil, a Martifer, multinacional que chegou ao Pa&iacute;s em 2011, busca investir no Tocantins tendo em vista a localiza&ccedil;&atilde;o estrat&eacute;gica e as potencialidades do Estado. Segundo Amir Beber Gualda, diretor operacional da empresa no Brasil, a Martifer poder&aacute; investir em &aacute;reas como a constru&ccedil;&atilde;o civil em estruturas met&aacute;licas e na utiliza&ccedil;&atilde;o de energias renov&aacute;veis no mercado fotovolt&aacute;ico de energia solar. <em>&quot;O Tocantins &eacute; um Estado promissor e a Martifer &eacute; uma empresa nova. Ent&atilde;o, queremos juntar a empresa com a moderniza&ccedil;&atilde;o do Estado. Al&eacute;m do sucesso em obras no Rio de Janeiro e S&atilde;o Paulo, pretendemos mostrar a nossa desenvoltura na &aacute;rea da engenharia para o Tocantins e regi&atilde;o&rdquo;,</em> afirmou.<br />
<br />
<u><strong>&Aacute;reas de atua&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Presente em 21 pa&iacute;ses, em quatro continentes, a Martifer j&aacute; implementou 560 MW de energia solar em todo o mundo. Na &aacute;rea das constru&ccedil;&otilde;es met&aacute;licas, a empresa possui reconhecimento em projetos com elevada estrutura met&aacute;lica em a&ccedil;o, fachadas de alum&iacute;nio e vidro, como &eacute; o caso do Museu do Amanh&atilde;, que ser&aacute; inaugurado em breve no Rio de Janeiro. J&aacute; a Gelcampo Alimentos do Brasil busca a implementa&ccedil;&atilde;o de uma unidade no Tocantins com a instala&ccedil;&atilde;o de unidades produtoras, com o apoio de colaboradores locais, e previs&atilde;o de gerar entre 12 a 15 mil empregos diretos.</span>

Comentários pelo Facebook: