Sobral – 300×100
Seet

Déficit habitacional em Araguaína deve ser reduzido em 36% com entrega de mais 4,4 mil unidades

admin -

<span style="font-size:14px;">O prefeito Ronaldo Dimas prev&ecirc; que mais de 4,4 mil unidades habitacionais ser&atilde;o entregues &agrave;s fam&iacute;lias araguainenses at&eacute; 2016. Com isso,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">a redu&ccedil;&atilde;o no d&eacute;ficit, que at&eacute; agora foi de 18%, deve subir para 36%.<br />
<br />
Segundo o gestor municipal,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Aragua&iacute;na j&aacute; &eacute; uma refer&ecirc;ncia na amplia&ccedil;&atilde;o de moradias. A cidade &eacute; a segunda da Regi&atilde;o Norte do Brasil que tem o maior programa habitacional. A primeira posi&ccedil;&atilde;o &eacute; ocupada por Bel&eacute;m, capital paraense. Em 2014, foram entregues 2.204 casas e a previs&atilde;o &eacute; de mais 4.406 at&eacute; 2016.&nbsp;<br />
<br />
Apesar disso, segundo levantamentos da Secretaria da Habita&ccedil;&atilde;o, h&aacute; 10.437 araguainenses que ainda precisam de casa pr&oacute;pria.&nbsp;<br />
<br />
No Residencial Costa Esmeralda j&aacute; foram entregues &nbsp;popula&ccedil;&atilde;o 1.788 casas e no Construindo Sonhos, mais 416, somando 2.204 s&oacute; no ano de 2014. E, de acordo com o prefeito Ronaldo Dimas, 4.406 novas unidades habitacionais ainda ser&atilde;o entregues at&eacute; o final de sua gest&atilde;o. <em>&ldquo;Est&atilde;o em curso outras quatro etapas do empreendimento Lago Azul, que conta com 2.530 unidades j&aacute; em constru&ccedil;&atilde;o; o Residencial Parque do Lago, com mais 876; e, na modalidade Associativismo, pr&oacute;ximo ao setor Barros, ser&atilde;o mais 1.000 casas&rdquo;</em>, lembrou Dimas.<br />
<br />
Os novos loteamentos j&aacute; ser&atilde;o entregues com infraestrutura completa de asfalto, esgoto, saneamento b&aacute;sico e equipamentos p&uacute;blicos, segundo a Prefeitura. <em>&ldquo;O ritmo das obras est&aacute; bom. Espero que um pequeno atraso de pagamento por parte da Caixa, n&atilde;o interfira no ritmo, no andamento e na entrega previstas para serem iniciadas agora no meio do ano&rdquo;</em>, pontuou.<br />
<br />
Do empreendimento Parque do Lago, para servidores p&uacute;blicos, muitos j&aacute; foram convocados para a abertura das contas e escolha da planta da casa. J&aacute; o Residencial Lago Azul, cujas obras das quatro etapas est&atilde;o em andamento, est&aacute; com mais de 70% conclu&iacute;do. A construtora respons&aacute;vel est&aacute; fazendo a adapta&ccedil;&atilde;o das casas para os deficientes f&iacute;sicos e as visitas sociais de pr&eacute;-sele&ccedil;&atilde;o est&atilde;o em andamento.&nbsp;<br />
<br />
As casas que ser&atilde;o constru&iacute;das na modalidade Associativismo ir&atilde;o beneficiar funcion&aacute;rios p&uacute;blicos, cooperados, associados e funcion&aacute;rios de ind&uacute;strias e supermercados, que ganham at&eacute; R$1.600,00. Pelo menos 22 reuni&otilde;es ser&atilde;o realizadas entre os cadastrados e o processo seletivo aguarda agora a aprova&ccedil;&atilde;o dos cadastros por parte da Caixa Econ&ocirc;mica Federal. A segunda reuni&atilde;o acontecer&aacute; no m&ecirc;s de mar&ccedil;o.</span><br />

Comentários pelo Facebook: