Sobral – 300×100
Seet

Tiro acidental na SPP atinge com estilhaços dois servidores

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
No in&iacute;cio da manh&atilde; desta segunda-feira (16), enquanto os policiais civis aguardavam a chegada do comandante do Gote para fazer a entrega das armas, houve um disparo acidental que veio a atingir com estilha&ccedil;os dois funcion&aacute;rios do quadro administrativo da Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, que passavam pelo local. A ordem para entrega das armas, coletes e acess&oacute;rios que est&atilde;o em poder dos policiais grevistas partiu do pr&oacute;prio secret&aacute;rio,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">C&eacute;sar Roberto Simoni.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Segundo nota &agrave; imprensa, os dois servidores sofreram apenas escoria&ccedil;&otilde;es e foram encaminhados para atendimento m&eacute;dico. A per&iacute;cia tamb&eacute;m foi acionada para esclarecer as circunst&acirc;ncias do ocorrido.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">De acordo com a Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, a&nbsp;entrega das armas dos policiais civis e agentes penitenci&aacute;rios estava prevista para acontecer na sede do Grupo Especial de Opera&ccedil;&otilde;es T&aacute;ticas (Gote), durante todo o dia. No entanto, o secret&aacute;rio C&eacute;sar Roberto Simoni de Freitas achou por bem autorizar o recebimento das armas na SSP a fim de evitar confrontos com os &quot;insurgentes&quot;.&nbsp;<br />
<br />
Ainda segundo a nota, a Diretoria de Pol&iacute;cia Cient&iacute;fica informou que os peritos que compareceram &agrave; sede da SSP para realizar a per&iacute;cia dos disparos foram recebidos com &quot;empurr&otilde;es e agress&otilde;es verbais&quot; por parte do comando de greve, que, segundo a nota, tentou impedir a realiza&ccedil;&atilde;o dos trabalhos.<br />
<br />
A SSP disse que o Minist&eacute;rio P&uacute;blico foi acionado para colher os depoimentos dos peritos e tomar as provid&ecirc;ncias cab&iacute;veis.<br />
<br />
<u><strong>Confira a nota</strong></u></span><br />
<br />
<em><span style="font-size:14px;">&quot;A Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica (SSP) esclarece que:<br />
<br />
A entrega das armas dos policiais civis e agentes penitenci&aacute;rios em situa&ccedil;&atilde;o de insurg&ecirc;ncia, em desobedi&ecirc;ncia &agrave; medida judicial que considera a greve ilegal, estava prevista para acontecer na sede do Grupo Especial de Opera&ccedil;&otilde;es T&aacute;ticas (Gote), durante todo o dia de hoje. No entanto, como o comando de greve havia convocado toda a categoria para fazer a entrega na sede da SSP, o secret&aacute;rio da pasta, C&eacute;sar Roberto Simoni de Freitas achou por bem autorizar o recebimento das armas na sede da SSP, a fim de evitar confrontos com os insurgentes. Assim, o comandante do Gote, Rildo Barreira, estar&aacute; de plant&atilde;o na sede da SSP at&eacute; o final do prazo estabelecido na Portaria Conjunta 001, de 13 de mar&ccedil;o de 2015.<br />
<br />
No in&iacute;cio da manh&atilde;, enquanto os insurgentes aguardavam a chegada do comandante do Gote para fazer a entrega das armas, houve um disparo acidental que veio a atingir com estilha&ccedil;os dois funcion&aacute;rios do quadro administrativo, que passavam pelo local. Os dois sofreram apenas escoria&ccedil;&otilde;es e foram encaminhados para atendimento m&eacute;dico. A per&iacute;cia tamb&eacute;m foi acionada para esclarecer as circunst&acirc;ncias do ocorrido.<br />
<br />
A Diretoria de Pol&iacute;cia Cient&iacute;fica informou que os peritos que compareceram &agrave; sede da SSP para realizar a per&iacute;cia no local foram recebidos com empurr&otilde;es e agress&otilde;es verbais por parte do comando de greve, que tentou impedir a realiza&ccedil;&atilde;o dos trabalhos. Em virtude destas agress&otilde;es, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico foi acionado para colher os depoimentos dos peritos e tomar as provid&ecirc;ncias cab&iacute;veis.<br />
<br />
Tendo em vista a insist&ecirc;ncia dos insurgentes em entregar as armas em local impr&oacute;prio &ndash; um pr&eacute;dio administrativo e que n&atilde;o havia sido designado para a deposi&ccedil;&atilde;o das armas, justamente por este motivo &ndash; e para evitar que novos incidentes acontecessem, o secret&aacute;rio de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica baixou a Portaria de n&ordm; 246, dispensando todos os funcion&aacute;rios do quadro t&eacute;cnico administrativo de suas fun&ccedil;&otilde;es durante todo o dia de hoje.<br />
<br />
Atenciosamente,<br />
<br />
Secretaria de Estado da Seguran&ccedil;a P&uacute;blica<br />
Assessoria de Comunica&ccedil;&atilde;o&quot;</span></em>

Comentários pelo Facebook: