Seet
Sobral – 300×100

Mineira deixa cargo de Promotora para atuar como Defensora Pública

admin -

<span style="font-size:14px;">A atua&ccedil;&atilde;o da Defensoria P&uacute;blica do Estado do Tocantins ganhou mais um refor&ccedil;o. A defensora p&uacute;blica Pollyanna &Aacute;gueda Proc&oacute;pio de Oliveira foi empossada na manh&atilde; de segunda-feira, 23, em solenidade na sede da Institui&ccedil;&atilde;o, em Palmas.<br />
<br />
A nova Defensora P&uacute;blica, que responder&aacute; pelas comarcas de Itacaj&aacute; e Pedro Afonso, definiu a sua posse como um momento de muita ansiedade para o in&iacute;cio do exerc&iacute;cio de suas fun&ccedil;&otilde;es. <em>&ldquo;&Eacute; com muito orgulho que ingresso na Defensoria P&uacute;blica do Tocantins. Estou muito ansiosa, fui muito bem acolhida no Tocantins e espero atender &agrave;s expectativas&rdquo;</em>, expressa.<br />
<br />
Natural de Belho Horizonte (MG), Pollyana &Aacute;gueda era Promotora de Justi&ccedil;a no Minist&eacute;rio P&uacute;blico de Roraima. Para ela, ingressar na DPE-TO &eacute; a realiza&ccedil;&atilde;o de um sonho, conquistado ap&oacute;s muito esfor&ccedil;o pessoal. &ldquo;<em>Depois de anos de estudo, consegui ser aprovada no concurso. &Eacute; uma honra para mim, pois sei que &eacute; uma Institui&ccedil;&atilde;o que tem representatividade no Estado. Pelo que constatei desde a minha chegada, a DPE-TO esteve nas p&aacute;ginas principais do notici&aacute;rio local e &eacute; nesse ambiente que eu espero fincar ra&iacute;zes e atender &agrave;s expectativas da sociedade e dos colegas&rdquo;</em>, conclui a Defensora, aprovada no III Concurso de Defensores, no ano de 2012.<br />
<br />
Durante a solenidade de posse, Pollyana esteve acompanhada da m&atilde;e, Divina Augusto de F&aacute;tima que, em discurso, se autodefiniu como &ldquo;m&atilde;e coruja&rdquo;. <em>&ldquo;Estou aqui para representar todos os familiares e estou muito feliz com esta conquista. &Eacute; com muito orgulho que hoje prestigio esse momento e voc&ecirc;s podem ter certeza que n&atilde;o ser&aacute; por falta de empenho que ela vai deixar a desejar. A Pollyana &eacute; uma pessoa muito dedicada em prol dos seus objetivos e vai fazer a diferen&ccedil;a&rdquo;</em>, orgulha-se a m&atilde;e.<br />
<br />
<u><strong>Renova&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
O Defensor P&uacute;blico Geral, Marlon Costa Luz Amorim, parabenizou a nova Defensora P&uacute;blica e definiu o sentimento em conduzir a solenidade como o in&iacute;cio de um novo ciclo na DPE-TO. <em>&ldquo;Se eu pudesse escolher, daria posse semanalmente a um novo Defensor, mas infelizmente a nossa condi&ccedil;&atilde;o or&ccedil;ament&aacute;ria nos impede. Por conta disso, provavelmente a senhora ser&aacute; a &uacute;ltima Defensora P&uacute;blica empossada deste exerc&iacute;cio. Por&eacute;m, fechamos o ciclo e abrimos um novo com uma Institui&ccedil;&atilde;o totalmente renovada, com 20 novos membros que oxigenaram a Defensoria P&uacute;blica de forma extremamente salutar&rdquo;</em>, descreve Marlon Amorim.<br />
<br />
O Defensor ainda falou &agrave; nova Defensora P&uacute;blica sobre a responsabilidade de ingressar na Institui&ccedil;&atilde;o, que tem uma caracter&iacute;stica totalmente humanizada. <em>&ldquo;A Defensoria P&uacute;blica &eacute; uma Institui&ccedil;&atilde;o diferente porque os nossos Assistidos n&atilde;o s&atilde;o apenas vistos como dados estat&iacute;sticos, eles t&ecirc;m rosto, nome e sobrenome. Eu digo que &eacute; um bra&ccedil;o social do Estado, que n&atilde;o se afasta um mil&iacute;metro da sua fun&ccedil;&atilde;o institucional de prestar um atendimento de qualidade e humanizado. Estou aqui h&aacute; oito anos e, como Defensor P&uacute;blico, eu melhoro n&atilde;o s&oacute; como profissional, mas, sobretudo como pessoa. Assim espero que a Defensoria P&uacute;blica seja para a senhora muito mais do que uma profiss&atilde;o, mas uma forma de crescimento pessoal&rdquo;</em>, ressalta.<br />
<br />
O presidente em exerc&iacute;cio da ADPETO &ndash; Associa&ccedil;&atilde;o dos Defensores P&uacute;blicos do Estado do Tocantins, o defensor p&uacute;blico Neuton Jardim, deu as boas-vindas &agrave; Defensora P&uacute;blica desejando-lhe sucesso na nova caminhada e tamb&eacute;m refor&ccedil;ou quanto ao crescimento da Defensoria P&uacute;blica do Tocantins. <em>&ldquo;A DPE-TO &eacute; um processo hist&oacute;rico de evolu&ccedil;&atilde;o. N&oacute;s tivemos incremento no quadro de Servidores, Defensores, remunera&ccedil;&atilde;o, nas instala&ccedil;&otilde;es e essas conquistas s&atilde;o consequ&ecirc;ncias de um hist&oacute;rico de evolu&ccedil;&atilde;o. Tal evolu&ccedil;&atilde;o se d&aacute; gra&ccedil;as a uma uni&atilde;o de esfor&ccedil;os dos Defensores P&uacute;blicos, da Associa&ccedil;&atilde;o, Servidores e Administra&ccedil;&atilde;o Superior&rdquo;</em>, aponta.<br />
<br />
<u><strong>Perfil</strong></u><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/DSC_7060%20site.jpg" style="width: 300px; height: 200px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Pollyana &Aacute;gueda Proc&oacute;pio de Oliveira &eacute; natural de Belo Horizonte (MG). Formada em Direito pela Faculdade de Direito Milton Campos, de Minas Gerais, em 2004. P&oacute;s-graduada em Direito P&uacute;blico pela Universidade Nilton Paiva. Foi servidora do Minist&eacute;rio P&uacute;blico de Minas Gerais de 2001 a 2013, Promotora de Justi&ccedil;a no Minist&eacute;rio P&uacute;blico de Roraima de setembro de 2013 a mar&ccedil;o de 2015. Responder&aacute; como Defensora P&uacute;blica pelas comarcas de Itacaj&aacute; e Pedro Afonso.</span>

Comentários pelo Facebook: