Sobral – 300×100
Seet

Deputado Elenil pede que governo mantenha diálogo com servidores para superar as divergências

admin -

<span style="font-size:14px;">O deputado estadual Elenil da Penha (PMDB) pediu nesta quarta-feira (25) que o governo do Tocantins mantenha o di&aacute;logo com os servidores p&uacute;blicos que tiveram benef&iacute;cios suspensos a fim de que seja poss&iacute;vel superar as diverg&ecirc;ncias. <em>&ldquo;O Estado deve continuar buscando o entendimento. &Eacute; indiscut&iacute;vel que, hoje, o Tocantins vive um momento financeiro delicado. S&atilde;o milh&otilde;es e milh&otilde;es em d&iacute;vidas. Por outro lado, h&aacute; servidores que pleiteiam a efetiva&ccedil;&atilde;o de benef&iacute;cios concedidos por lei. O governo deve ouvi-los, e, a partir dessas discuss&otilde;es, definir propostas que, de fato, atendam aos interesses das categorias, sem, &eacute; claro, comprometer as contas p&uacute;blicas&rdquo;.</em><br />
<br />
Elenil teme ainda que o Estado enfrente mais uma greve nos pr&oacute;ximos dias. A greve da Pol&iacute;cia Civil completou um m&ecirc;s na quarta-feira (25). <em>&quot;Infelizmente, ensaiou-se um acordo na semana passada, mas n&atilde;o houve consenso. Agora, os profissionais de enfermagem tamb&eacute;m prometem cruzar os bra&ccedil;os. A insatisfa&ccedil;&atilde;o dos servidores &eacute; compreens&iacute;vel. Mas estou preocupado com essa situa&ccedil;&atilde;o. Sem policiais civis, n&atilde;o h&aacute; investiga&ccedil;&atilde;o e o clima nas cadeias &eacute; de completa inseguran&ccedil;a. Sem enfermeiros, a realidade em hospitais e unidades de sa&uacute;de ir&aacute; piorar. &Eacute; preciso, e logo, chegar a um acordo&rdquo;</em>, defendeu.<br />
<br />
O 2&ordm; Secret&aacute;rio da Casa disse ainda que vai propor uma nova audi&ecirc;ncia parlamentar com o governador Marcelo Miranda (PMDB), com o objetivo de entender o que tem sido feito, de efetivo, para encerrar a crise com os servidores. <em>&ldquo;Como deputado, cabe a mim cobrar do governo, uma solu&ccedil;&atilde;o para estes impasses. Sei que h&aacute; interesse do estado em resolv&ecirc;-los. Sei tamb&eacute;m que os servidores tem trabalhado por um acordo. Se o objetivo &eacute; o mesmo, &eacute; preciso dar as m&atilde;os para alcan&ccedil;&aacute;-lo&rdquo;, enfatizou </em>Elenil da Penha.</span>

Comentários pelo Facebook: