Sobral – 300×100
Seet

Quadro Geral dá 15 dias para Governo cumprir as reivindicações

admin -

<span style="font-size:14px;">Os servidores do Quadro Geral do Estado do Tocantins&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">rejeitaram a proposta do Governo para pagamento parcelado do retroativo das progress&otilde;es, que deveria ter inciado em janeiro de 2014. Pela proposta, o pagamento seria dividido&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">em at&eacute; oito vezes para quem ganha acima de quatro sal&aacute;rios m&iacute;nimos e em quatro parcelas para quem ganha at&eacute; quatro sal&aacute;rios m&iacute;nimos, com efeito financeiro a partir de maio.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Durante assembleia geral extraordin&aacute;ria, na tarde de s&aacute;bado (28), a categoria ainda aprovou&nbsp;contraproposta em que o pagamento de todas as progress&otilde;es atrasadas deve ser em quatro parcelas, com in&iacute;cio em abril.<br />
<br />
Os servidores tamb&eacute;m recha&ccedil;aram a proposta do governo de n&atilde;o haver concess&atilde;o das progress&otilde;es em 2015, uma vez que a maioria das progress&otilde;es teriam de ser implantadas agora em mar&ccedil;o.<br />
<br />
<u><strong>Indicativo de greve</strong></u><br />
<br />
Os servidores do Quadro Geral aprovaram ainda um indicativo de greve caso o governo n&atilde;o atenda a pauta de reivindica&ccedil;&otilde;es. Eles estabeleceram um prazo de 15 dias para que o Governo se manifestar. Caso isso n&atilde;o aconte&ccedil;a, haver&aacute; mobiliza&ccedil;&atilde;o, paralisa&ccedil;&atilde;o e greve, avisou o&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Sindicato dos Servidores P&uacute;blicos (Sisepe-TO)</span><span style="font-size:14px;">. Tamb&eacute;m foi aprovada a transforma&ccedil;&atilde;o da assembleia de s&aacute;bado, em&nbsp;assembleia geral permanente, o que permite que mais agilidade nas negocia&ccedil;&otilde;es com o governo.&nbsp;</span>

Comentários pelo Facebook: