Sobral – 300×100
Seet

PSOL emite nota de apoio aos policiais civis e refere-se a Miranda como "outro rei absolutista dos tempos modernos"

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
L&iacute;deres e filiados do Partido Socialismo e Liberdade &ndash; PSOL de Aragua&iacute;na, Colinas, Tocantin&oacute;polis e Porto Nacional elaboraram uma nota em defesa da greve dos policiais civis do Tocantins, intitulada &quot;Governador brinca de &#39;Rei Sol&#39; na Versalhes do Cerrado&quot;.<br />
<br />
Os policiais civis est&atilde;o em greve desde o dia 25 de fevereiro de 2015 ap&oacute;s o governador Marcelo Miranda (PMDB) revogar, atrav&eacute;s de decreto, os efeitos financeiros da lei que promove a isonomia salarial entre os cargos de n&iacute;vel superior, uma conquista de oito anos de luta, segundo o Sindicato da categoria.<br />
<br />
Conforme a nota do PSOL, os problemas da seguran&ccedil;a p&uacute;blica s&atilde;o &quot;frutos do descaso dos governos que tratam com desprezo a pol&iacute;cia, popula&ccedil;&atilde;o, o sistema penitenci&aacute;rio e os encarcerados&quot;. O partido diz que a inova&ccedil;&atilde;o trazida pelo &quot;novo (velho) governo&quot; foi o decreto que derrubou o benef&iacute;cio concedido por lei aos policiais civis.<br />
<br />
A nota refere-se ao governador Marcelo Miranda como &quot;rei absolutista dos tempos modernos&quot; e diz que ele tem agido de forma &quot;unilateral&quot;, se negando a negociar com a Pol&iacute;cia Civil do Tocantins, ou quando acontecem as negocia&ccedil;&otilde;es, ele sempre manda representante com &quot;propostas infundadas e indecorosas&quot;.<br />
<br />
O PSOL critica o excesso de contrata&ccedil;&otilde;es, frente &agrave;s alega&ccedil;&otilde;es de dificuldade financeiras, e diz que passados 90 dias de governo, &quot;temos um governador encastelado nos pal&aacute;cios&quot;, que ainda n&atilde;o &quot;trocou as marcas do antigo governo, que n&atilde;o respeitava as institui&ccedil;&otilde;es&quot;, e fica &quot;conspirando contra o funcionalismo p&uacute;blico&quot;.<br />
<br />
A nota fala tamb&eacute;m que os compromissos de campanha n&atilde;o s&atilde;o honrados, e para piorar, Miranda brinca de &quot;Rei Sol na Versalhes do Cerrado&quot;; e de forma desp&oacute;tica ele aumenta os repasses para o Tribunal de Justi&ccedil;a do Estado, o Tribunal de Contas, a Assembleia Legislativa, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual e a Defensoria P&uacute;blica.<br />
<br />
<u><strong>Confira a nota completa</strong></u><br />
<br />
&quot;Governador brinca de &ldquo;Rei Sol&rdquo; na Versalhes do Cerrado<br />
<br />
No dia 25 de fevereiro de 2015, a Pol&iacute;cia Civil do Tocantins entrou numa greve que dura at&eacute; hoje. Os problemas que enfrentamos nos &uacute;ltimos oito anos com a seguran&ccedil;a p&uacute;blica do Tocantins, &eacute; fruto do descaso dos governos que tratam com desprezo policia popula&ccedil;&atilde;o, o sistema penitenci&aacute;rio e os encarcerados.<br />
<br />
O que esse novo (velho) governo, trouxe de inova&ccedil;&atilde;o para a seguran&ccedil;a p&uacute;blica, foi editar o decreto n&ordm; 5193 de 2015 derrubando a Lei n&ordm; 2851 de nove de abril de 2014, lei que cria a isonomia salarial dos policiais de n&iacute;vel superior com os peritos, sendo que esses benef&iacute;cios seriam garantidos de forma gradual e progressiva at&eacute; 2018.<br />
<br />
O que tem de errado nisso?<br />
<br />
Primeiro: por que o beneficio n&atilde;o foi dado de uma s&oacute; vez, assim n&atilde;o comprometeria os cofres p&uacute;blicos;<br />
<br />
Segundo: os policiais n&atilde;o reivindicam apenas a isonomia, mas uma pol&iacute;tica p&uacute;blica de seguran&ccedil;a, com carreira jur&iacute;dica para os delegados, autonomia da pol&iacute;cia para combater o crime, a corrup&ccedil;&atilde;o e melhor investigar pol&iacute;ticos compradores de votos.<br />
<br />
A seguran&ccedil;a p&uacute;blica necessita da valoriza&ccedil;&atilde;o da carreira dos policiais, de melhorias para o sistema penitenci&aacute;rio, como tamb&eacute;m a uma pol&iacute;tica de recupera&ccedil;&atilde;o, reinser&ccedil;&atilde;o e ressocializa&ccedil;&atilde;o dos apenados, e com muita urg&ecirc;ncia, &eacute; imprescind&iacute;vel garantir mais seguran&ccedil;a para a popula&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
&Eacute; de conhecimento do povo tocantinense, que durante a campanha eleitoral passada, foi interceptado pela pol&iacute;cia civil de Goi&aacute;s, um avi&atilde;o com cerca de meio milh&atilde;o de reais, onde foram encontrados material de campanha do ent&atilde;o candidato a governador Marcelo Miranda.<br />
<br />
Independente de quem quer que seja o material, o que se sabe &eacute; que o senhor governador tem agido de forma unilateral, se negando a negociar com a Policia Civil do Tocantins, e quando as negocia&ccedil;&otilde;es acontecem, ele sempre manda representante com propostas infundadas e indecorosas, e sem poderes de fechar um acordo se quer.<br />
<br />
Quando esse novo (velho) governo foi eleito pela primeira vez, construiu uma imagem de homem republicano que respeita as leis e disposto ao di&aacute;logo, e com acesso a todo funcionalismo p&uacute;blico.<br />
<br />
Hoje, passados quase noventa dias de governo, temos um governador encastelado nos pal&aacute;cios, nas reuni&otilde;es e articula&ccedil;&otilde;es pol&iacute;ticas conspirando contra o funcionalismo p&uacute;blico estadual.<br />
<br />
A educa&ccedil;&atilde;o no Estado est&aacute; um caos total; escolas amea&ccedil;ando fechar porque n&atilde;o conseguem pagar energia. A sa&uacute;de do Estado est&aacute; na UTI, faltam rem&eacute;dios, e as pessoas se amontoam nos corredores definhando na esperan&ccedil;a conseguirem suas cirurgias.<br />
<br />
Os compromissos de campanha n&atilde;o s&atilde;o honrados, e para piorar, o nobre governador (que afirma n&atilde;o ter dinheiro) brinca de &ldquo;Rei Sol&rdquo; na Versalhes do Cerrado; e de forma desp&oacute;tica ele aumenta os repasses para o Tribunal de Justi&ccedil;a do Estado, o Tribunal de Contas, a Assembleia Legislativa, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual e a Defensoria P&uacute;blica.<br />
<br />
Todo dia o governador publica novas contrata&ccedil;&otilde;es no Di&aacute;rio Oficial do Estado, as quais nos dias de hoje j&aacute; beiram os 2000 (dois mil) contratados, um ato que contradiz o discurso de que o Estado n&atilde;o tem dinheiro.<br />
<br />
Com um decreto ele ataca o direito de trabalhadores, e de forma in&eacute;dita, promove redu&ccedil;&atilde;o de sal&aacute;rios, desrespeitando assim o artigo 37, XV, da Constitui&ccedil;&atilde;o Federal. Ficando claro certa persegui&ccedil;&atilde;o com aqueles que garantem a seguran&ccedil;a e a paz das fam&iacute;lias Tocantinenses.<br />
<br />
N&oacute;s do Partido Socialismo e liberdade, que junto ao povo Tocantinense, derrubamos o projeto de outro rei absolutista dos tempos modernos, vamos sempre dizer em alto e bom som, que o Tocantins foi constru&iacute;do a partir da luta e dos sonhos de toda a sociedade, em especial dos trabalhadores e trabalhadoras, e por isso tendo o PSOL nascido da luta de aguerridos parlamentares e trabalhadores que n&atilde;o se curvaram &agrave; reforma da previd&ecirc;ncia implementada por Lula e o PT.<br />
<br />
Hoje a realidade &eacute; que se torna cada dia mais dif&iacute;cil para os trabalhadores, o acesso &agrave;s aposentadorias no final de suas carreiras; n&atilde;o poder&iacute;amos nunca deixar de estar do lado dos trabalhadores, &agrave; frente das lutas do funcionalismo, em busca por melhores condi&ccedil;&otilde;es de trabalho, o que certamente ir&aacute; se reverter em uma maior e melhor demanda no atendimento da popula&ccedil;&atilde;o, que sempre paga a conta.<br />
<br />
Por isso somos todos a favor da Pol&iacute;cia Civil. No Tocantins &eacute; preciso urgentemente iniciarmos um levante em favor da classe trabalhadora, contra a criminalidade e a corrup&ccedil;&atilde;o desenfreada.<br />
<br />
Conclamamos o povo tocantinense a fiscalizar e denunciar os desmandos desse governo pat&eacute;tico; governo que desarma a policia e deixa deliberadamente os policiais e a popula&ccedil;&atilde;o a merc&ecirc; dos criminosos, que com quase noventa dias de gest&atilde;o, sequer trocou as marcas do antigo governo, gestor que n&atilde;o respeita as institui&ccedil;&otilde;es.<br />
<br />
Esperamos do senhor governador, uma postura de homem p&uacute;blico polido e disposto a dialogar. Pois foi eleito para representar todo povo tocantinense, inclusive aos Policiais Civis do estado, com os quais Vossa Excel&ecirc;ncia firmou um pacto de responsabilidade.<br />
<br />
Por sa&uacute;de, educa&ccedil;&atilde;o e seguran&ccedil;a p&uacute;blica; Somos Todos Pol&iacute;cia Civil.<br />
<br />
PSOL Colinas do Tocantins e comiss&otilde;es provis&oacute;rias de Tocantin&oacute;polis, Porto Nacional e Aragua&iacute;na.</span>

Comentários pelo Facebook: