Seet
Sobral – 300×100

Governo deve apresentar nova proposta aos policiais civis após intermediação de Dulce Miranda

admin -

<span style="font-size:14px;">O comando de greve da Pol&iacute;cia Civil se reuniu, no final da noite desta quarta-feira, 1&ordm; de abril, com a primeira-dama e deputada federal Dulce Miranda. Na reuni&atilde;o ficou acertado um novo encontro para o pr&oacute;ximo domingo, 5 de abril, em que o governo do Estado deve formalizar uma proposta aos policiais civis, que est&atilde;o em greve desde o dia 25 de fevereiro.<br />
<br />
Na segunda-feira, 6 de abril, o Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins (</span><span style="font-size:14px;">Sinpol-TO) disse que ir&aacute;</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;realizar uma assembleia geral da categoria para avalia&ccedil;&atilde;o da proposta e deliberar sobre o fim da greve.<br />
<br />
<em>&ldquo;A aten&ccedil;&atilde;o que a deputada Dulce Miranda deu a n&oacute;s foi de muita considera&ccedil;&atilde;o e respeito. Ela &eacute; uma pessoa aberta ao dialogo, entendeu a nossa reivindica&ccedil;&atilde;o e est&aacute; disposta a contribuir resolver o impasse&rdquo;</em>, ressaltou o presidente do Sinpol, Moisemar Marinho.<br />
<br />
Os policiais entraram em greve para reivindicar o cumprimento da lei n.&ordm; 2.851/2014, que faz o alinhamento salarial da carreira de cerca de 1,3 mil policiais civis, deixando apenas um n&iacute;vel na corpora&ccedil;&atilde;o. A lei, resultado de oito anos de lutas e negocia&ccedil;&otilde;es da categoria com o governo do Estado, teve seus efeitos suspensos por decreto do governador Marcelo Miranda.</span>

Comentários pelo Facebook: