Seet
Sobral – 300×100

Manifestantes da CUT tentam invadir Congresso Nacional e entram em confronto com policiais

admin -

<span style="font-size:14px;">Manifestantes da Central &Uacute;nica dos Trabalhadores (CUT) entraram em confronto com policiais militares e integrantes da Pol&iacute;cia Legislativa em frente ao Congresso Nacional. O tumulto come&ccedil;ou quando eles tentaram se aproximar da Chapelaria, uma das entradas da sede do Parlamento.<br />
<br />
Os policiais fizeram um bloqueio e houve o confronto. Os manifestantes jogaram peda&ccedil;os de madeiras e cones de sinaliza&ccedil;&atilde;o. Os militares reagiram com<em>&nbsp;spray</em>&nbsp;de pimenta e cassetetes. Um manifestante ficou ferido e outro foi detido.<br />
<br />
A manifesta&ccedil;&atilde;o foi contra o projeto de lei que regulamenta a terceiriza&ccedil;&atilde;o e deve ser apreciado nesta ter&ccedil;a-feira (7), na C&acirc;mara dos Deputados. O projeto estende a libera&ccedil;&atilde;o das terceiriza&ccedil;&otilde;es das atividade-meio para as atividades-fim das empresas. Os protestos ocorrem em v&aacute;rios estados.</span><br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/manifestacao_1215.jpg" style="font-size: 14px; width: 580px; height: 388px;" /><br />
<span style="font-size:14px;">Al&eacute;m de palavras de ordem contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff – algo j&aacute; registrado em mobiliza&ccedil;&atilde;o semelhante realizada no dia 13 de mar&ccedil;o – , entidades como a CUT, CTB e o MST v&atilde;o protestar contra o projeto de lei que altera o sistema de contrata&ccedil;&atilde;o de profissionais terceirizados, considerado por eles um &quot;atentado&quot; ao mercado de trabalho.</span><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/TERCEIRI.jpg" style="width: 300px; height: 200px; float: left;" />&nbsp;<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/ZR_Manifestacao-CUT-em-Brasilia1107042015.jpg" style="width: 300px; height: 197px; float: right;" /><br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Spray de pimenta nos deputados</strong></u><br />
<br />
Ao menos dois parlamentares foram feridos durante o confronto entre a Pol&iacute;cia Militar e manifestantes contr&aacute;rios &agrave; vota&ccedil;&atilde;o do projeto de terceiriza&ccedil;&atilde;o na C&acirc;mara dos Deputados. O ex-l&iacute;der do PT na C&acirc;mara, deputado Vicentinho (SP), foi atendido no ambulat&oacute;rio da C&acirc;mara depois de ser atingido por spray de g&aacute;s de pimenta. O deputado Lincoln Portela (PR-MG) sofreu um corte na boca, que atribuiu aos manifestantes, e foi tamb&eacute;m atingido por spray de pimenta.<br />
<br />
<u><strong>Depreda&ccedil;&atilde;o</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Os policiais fizeram um cord&atilde;o de isolamento em frente ao espelho d&#39;&aacute;gua do pr&eacute;dio do Congresso para impedir o acesso dos manifestantes. Carros que estavam estacionados pr&oacute;ximos ao local da manifesta&ccedil;&atilde;o foram tamb&eacute;m depredados. Os manifestantes contabilizam dois feridos e um detido.<br />
<br />
Segundo a PM, foram os manifestantes que iniciaram o confronto. &quot;Eles atiraram pedras grandes e paus nos policiais. O que houve foi a conten&ccedil;&atilde;o dos meliantes e a utiliza&ccedil;&atilde;o proporcional da for&ccedil;a&quot;, informou o capit&atilde;o H&eacute;lio Chagas, que comanda a opera&ccedil;&atilde;o em frente ao congresso.Questionado sobre o fato de o deputado Vicentinho ser atingido por g&aacute;s de pimenta, ele afirmou que foi Vicentinho quem se disp&ocirc;s a ficar ao lado dos manifestantes contra a pol&iacute;cia. O policiamento na Esplanada dos Minist&eacute;rios foi refor&ccedil;ado.</span>

Comentários pelo Facebook: