Seet
Sobral – 300×100

Cerca de 400 professores discutem adequações do Plano Estadual de Educação em Araguaína

admin -

<span style="font-size:14px;">Aragua&iacute;na foi o terceiro munic&iacute;pio a realizar audi&ecirc;ncia p&uacute;blica para a discuss&atilde;o do Plano Estadual de Educa&ccedil;&atilde;o (PEE). O encontro, promovido pela Secretaria de Estado da Educa&ccedil;&atilde;o, aconteceu nesta segunda-feira, 13, no Col&eacute;gio Estadual Jardim Paulista e reuniu cerca de 400 professores, diretores de escolas, t&eacute;cnicos e secret&aacute;rios municipais de Educa&ccedil;&atilde;o. O objetivo principal dos encontros regionais &eacute; discutir de forma ampla e criteriosa as adequa&ccedil;&otilde;es necess&aacute;rias da minuta que vai servir de base para a elabora&ccedil;&atilde;o do PEE.<br />
<br />
Segundo o coordenador estadual do PEE, Mauricio Reis, a audi&ecirc;ncia conseguiu reunir lideran&ccedil;as municipais e estaduais para aprofundar o debate em rela&ccedil;&atilde;o ao tema. <em>&ldquo;Precisamos construir, conforme j&aacute; determina a legisla&ccedil;&atilde;o o plano estadual e, para isso, &eacute; preciso definir metas e alinhar os discursos, afinal, o PEE t&ecirc;m que dialogar com o Plano Nacional de Educa&ccedil;&atilde;o&rdquo;</em>, explica. O governo do Estado tem at&eacute; o dia 25 de junho deste ano para aprovar e homologar o PEE.<br />
<br />
Para a diretora regional de Educa&ccedil;&atilde;o de Aragua&iacute;na, Maria Florismar, &eacute; uma obriga&ccedil;&atilde;o dos estados e munic&iacute;pios participar ativamente da efetiva&ccedil;&atilde;o do PEE.&nbsp; <em>&ldquo;As pol&iacute;ticas educacionais devem ser definidas pelo coletivo, acompanhar o processo de constru&ccedil;&atilde;o e saber o que &eacute; preciso fazer pra consolidar a lei estadual e leis municipais&rdquo;</em>, afirmou.<br />
<br />
<u><strong>Metas</strong></u><br />
<br />
O PEE define metas de longo alcance. Em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; educa&ccedil;&atilde;o infantil planeja oferecer creches para at&eacute; 50% das crian&ccedil;as de at&eacute; 3 anos, e universalizar a pr&eacute;-escola para as crian&ccedil;as de 4 a 5 anos.&nbsp; Al&eacute;m disso, 50% das escolas p&uacute;blicas dever&atilde;o oferecer ensino integral, no sentido de poder atender a 25% dos alunos.<br />
<br />
Sobre o analfabetismo, o Plano Estadual de Educa&ccedil;&atilde;o tem como meta sua erradica&ccedil;&atilde;o completa, al&eacute;m da alfabetiza&ccedil;&atilde;o de todas as crian&ccedil;as at&eacute; o 3&ordm; ano do ensino fundamental. Um cap&iacute;tulo muito importante &eacute; o que diz respeito &agrave; valoriza&ccedil;&atilde;o e qualifica&ccedil;&atilde;o dos professores.&nbsp; O PEE prop&otilde;e uma pol&iacute;tica nacional de forma&ccedil;&atilde;o de educadores, valoriza&ccedil;&atilde;o salarial, plano de carreira e gest&atilde;o democr&aacute;tica da educa&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
As audi&ecirc;ncias p&uacute;blicas ser&atilde;o realizadas em todo o Estado. Miracema vai sediar o pr&oacute;ximo encontro na pr&oacute;xima quarta-feira, 15. A etapa final das regionais acontece em Palmas, no dia 30 de Abril.</span>

Comentários pelo Facebook: