Seet
Sobral – 300×100

Serviços de radioterapia do HRA são terceirizados pelo Governo

admin -

<span style="font-size:14px;">Retorna no pr&oacute;ximo dia 27 de abril o servi&ccedil;o de radioterapia na cidade de Aragua&iacute;na. O an&uacute;ncio foi feito pelo secret&aacute;rio de Estado da Sa&uacute;de, Samuel Bonilha, em coletiva de imprensa nesta ter&ccedil;a-feira, 14. Com o retorno do servi&ccedil;o, os pacientes n&atilde;o ser&atilde;o mais deslocados para Goi&acirc;nia (GO) para realizar o tratamento.<br />
<br />
Conforme Bonilha, os servi&ccedil;os de radioterapia ser&atilde;o oferecidos pelo Instituto Oncol&oacute;gico Ltda, que al&eacute;m de instalar a m&aacute;quina de radioterapia, assume os servi&ccedil;os de oncologia geral, inclusive os equipamentos existentes nos servi&ccedil;os e insumos de braquiterapia e quimioterapia. Os servi&ccedil;os ser&atilde;o ofertados pelo instituto por 12 meses. Nesse prazo, o Estado realizar&aacute; licita&ccedil;&atilde;o para oferta definitiva dos servi&ccedil;os de tratamento oncol&oacute;gico em Aragua&iacute;na.<br />
<br />
O gerente da Rede de Preven&ccedil;&atilde;o, Diagn&oacute;stico e Tratamento do C&acirc;ncer, Robson Jos&eacute; da Silva, explicou que na semana que se iniciarem os atendimentos ser&atilde;o recebidos dez pacientes novos, al&eacute;m dos retornos. <em>&ldquo;Em uma semana, n&oacute;s vamos atender a 111 pacientes. Na primeira semana de atendimento, vamos conseguir atender a toda essa demanda reprimida que n&atilde;o foi encaminhada para Goi&acirc;nia&rdquo;</em>, explicou.<br />
<br />
Ainda segundo o gerente, a m&eacute;dia de procedimentos feitos mensalmente no servi&ccedil;o de radioterapia era em torno de 1.200 por m&ecirc;s, agora, esse n&uacute;mero deve ser ampliado.<em> &ldquo;Com a nova m&aacute;quina, n&oacute;s devemos conseguir alcan&ccedil;ar a marca de 1.420 procedimentos por m&ecirc;s. Isso porque a m&aacute;quina &eacute; mais moderna e executa com mais rapidez os procedimentos&rdquo;</em>, explicou.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Desde o m&ecirc;s de dezembro os pacientes est&atilde;o sendo deslocados para Goi&acirc;nia onde est&atilde;o dando continuidade ao tratamento.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Redu&ccedil;&atilde;o de custos</strong></u><br />
<br />
Para o Governo, o Estado tamb&eacute;m vai economizar com a contrata&ccedil;&atilde;o do Instituto Oncol&oacute;gico.<br />
<br />
Com a contrata&ccedil;&atilde;o dos servi&ccedil;os de radioterapia do Centro Brasileiro de Radioterapia, Oncologia e Mastologia (Cebrom), em Goi&acirc;nia (GO), para onde os pacientes estavam sendo levados para tratamento, o Estado tem o custo mensal de R$ 377,7 mil, pagos ao Cebrom; R$ 148,5 mil pagos pelo transporte, alimenta&ccedil;&atilde;o e hotelaria (Casa de Apoio IASSGO) e R$ 344 mil para o Servi&ccedil;o de Interna&ccedil;&atilde;o de Suporte Terap&ecirc;utico &ndash; Santa Casa de Goi&acirc;nia. Somente nos meses de dezembro de 2014 e janeiro de 2015 foram gastos R$ 675.179,76 para garantir a continuidade do tratamento dos pacientes que necessitavam de sess&otilde;es de radioterapia.<br />
<br />
Conforme o secret&aacute;rio, o contrato com o&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Instituto Oncol&oacute;gico</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;foi feito a pre&ccedil;o SUS [Sistema &Uacute;nico de Saude], o que vai custar&nbsp; 40% a menos para o Estado. Ainda segundo ele, com a contrata&ccedil;&atilde;o, qualquer problema que ocorra ser&aacute; de responsabilidade da empresa, que dever&aacute; dar solu&ccedil;&atilde;o rapidamente.&nbsp;<br />
<br />
<u><strong>Oncologia em Aragua&iacute;na</strong></u><br />
<br />
O Hospital Regional de Aragua&iacute;na (HRA) conta com uma Unidade de Alta Complexidade em Oncologia, que atende pacientes com c&acirc;ncer do Tocantins, de parte do sul do Par&aacute; e do Maranh&atilde;o. A unidade concentra servi&ccedil;os de diagn&oacute;stico do c&acirc;ncer, tratamento e cuidados paliativos, contando com os servi&ccedil;os de oncologia cl&iacute;nica, oncologia cir&uacute;rgica, onco-hematologia, quimioterapia, radioterapia e braquiterapia.<br />
<br />
No Tocantins, os pacientes t&ecirc;m todo o suporte para o tratamento de c&acirc;ncer em duas Unidades de Assist&ecirc;ncia de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon): uma em Palmas, no Hospital Geral de Palmas (HGP), e outra em Aragua&iacute;na, no Hospital Regional de Aragua&iacute;na (HRA), onde realizam consultas, quimioterapias, braquioterapias, exames, cirurgias etc.<br />
<br />
Al&eacute;m disso, os exames preventivos, a exemplo do papanicolau (exame de colo de &uacute;tero), autoexame das mamas e o exame de pr&oacute;stata (PSA) podem ser feitos nos 139 munic&iacute;pios, nas Unidades B&aacute;sicas de Sa&uacute;de.</span>

Comentários pelo Facebook: