Sobral – 300×100
Seet

De 80 mil propriedade no Tocantins, apenas de 15 mil fizeram Cadastro Ambiental Rural

admin -

<span style="font-size:14px;">O Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Tocantins come&ccedil;ou a fazer o registro p&uacute;blico eletr&ocirc;nico nacional obrigat&oacute;rio para todos os im&oacute;veis rurais no ano passado. A estimativa &eacute; que existam, no Estado, 80 mil propriedades rurais e, para garantir que os pequenos propriet&aacute;rios rurais fa&ccedil;am o Cadastro, o Governo do Estado&nbsp;est&aacute; gerenciando e implementando novos procedimentos para inscrever as posses e propriedades. &nbsp;<br />
&nbsp;<br />
O prazo para a inscri&ccedil;&atilde;o no CAR termina no dia 5 de maio, mas pode ser prorrogado por mais um ano. At&eacute; agora, cerca de 15 mil propriedades foram cadastradas no&nbsp;Sistema de Informa&ccedil;&atilde;o para a Gest&atilde;o do CAR (SIG-CAR), implantado pela Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustent&aacute;vel (Semades) e o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). S&oacute; nestes primeiros meses de 2015, foram mais de 10 mil cadastros.<br />
<br />
De acordo com o&nbsp;diretor do Meio Ambiente da Semades, Rubens Pereira Brito, as pequenas propriedades rurais (at&eacute; 320 ha), ou seja, de 0 a 4 m&oacute;dulos fiscais no Tocantins, dever&atilde;o receber do Governo do Estado consultoria e assist&ecirc;ncia t&eacute;cnica gratuita para a inscri&ccedil;&atilde;o no CAR. <em>&ldquo;&Eacute; um compromisso nosso, fazer o CAR de todos os pequenos propriet&aacute;rios rurais at&eacute; maio de 2016. J&aacute; estamos em fase de licita&ccedil;&atilde;o para contratar uma equipe de especialista que vai at&eacute; o propriet&aacute;rio que &eacute; mais isolado, que n&atilde;o tem internet&rdquo;</em>, explicou.<br />
<br />
<strong><u>Preserva&ccedil;&atilde;o ambiental</u></strong><br />
<br />
Todos os propriet&aacute;rios rurais devem efetuar o Cadastro, o que vai possibilitar a agrega&ccedil;&atilde;o de dados dos 139 munic&iacute;pios do Estado, dando uma base real de demanda de recupera&ccedil;&atilde;o florestal. &ldquo;<em>A ideia &eacute; a adequa&ccedil;&atilde;o ambiental do produtor rural, da propriedade rural. Existe uma preocupa&ccedil;&atilde;o, em termos de passivo ambiental. A legisla&ccedil;&atilde;o estabelece que todas a propriedades rurais devem deixar uma faixa de vegeta&ccedil;&atilde;o ao longo dos rios e tamb&eacute;m estabelecer o que chamamos de reserva legal, que no caso do Cerrado, cada propriedade tem que reservar 35% da sua &aacute;rea&rdquo;</em>, ressaltou.<br />
<br />
A defini&ccedil;&atilde;o das &aacute;reas tamb&eacute;m vai levar ao surgimento de novo mercado de florestas, que envolve plantio, recupera&ccedil;&atilde;o, sementes e mudas, sendo que, com as defini&ccedil;&otilde;es, as propriedades devem se manter dentro das regras.&nbsp; Os dados do cadastro v&atilde;o ajudar com a an&aacute;lise da situa&ccedil;&atilde;o da Reserva Legal, das &aacute;reas de Preserva&ccedil;&atilde;o Permanente (APP) e das &aacute;reas destinadas ao uso da terra na escala do im&oacute;vel rural.&nbsp;<br />
<br />
<u><strong>Cadastro</strong></u>&nbsp;<br />
<br />
Os propriet&aacute;rios rurais devem fazer o seu cadastro&nbsp;no CAR, por meio do&nbsp;endere&ccedil;o eletr&ocirc;nico&nbsp;<a href="http://www.sigcar.com.br/tocantins/" target="_blank">http://www.sigcar.<wbr />com.br/tocantins/</a>, onde tamb&eacute;m podem obter informa&ccedil;&otilde;es a respeito dos procedimentos para inscri&ccedil;&atilde;o.&nbsp;&nbsp;Em 2017, quem n&atilde;o estiver inscrito no CAR, n&atilde;o ter&aacute; acesso a cr&eacute;dito p&uacute;blico.</span><br />

Comentários pelo Facebook: