Sobral – 300×100
Seet

Aprovados para Delegado já propuseram até abrir mão de 50% da bolsa no CF

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Mais de 500 candidatos aprovados no concurso p&uacute;blico da Pol&iacute;cia Civil do Tocantins, pra diversos cargos, continuam aguardando a continuidade do certame, parado desde dezembro do ano passado, quando deveria ter sido publicada a convoca&ccedil;&atilde;o para o Curso de Forma&ccedil;&atilde;o (CF), &uacute;ltima fase. J&aacute; o novo governo alega falta de recursos.<br />
<br />
Ap&oacute;s uma s&eacute;rie de reuni&otilde;es com secret&aacute;rios e mobiliza&ccedil;&otilde;es em prol da continuidade do concurso, a Comiss&atilde;o dos Candidatos aprovados para o cargo de Delegado divulgou nota, nesta sexta-feira (24), dizendo que &quot;reitera sua total confian&ccedil;a&quot; no governador Marcelo Miranda, no sentido de tratar a seguran&ccedil;a p&uacute;blica como prioridade e espera que em momento pr&oacute;ximo seja dada continuidade ao certame.<br />
<br />
Nos &uacute;ltimos dias 09 e 10 de abril, a Comiss&atilde;o se reuniu com o Secret&aacute;rio de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, Cesar Simoni de Freitas, e com os secret&aacute;rios de Administra&ccedil;&atilde;o, Geferson Oliveira, e de Governo, Herbert Brito.<br />
<br />
Durante a reuni&atilde;o, o secret&aacute;rio e o subsecret&aacute;rio de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica afirmaram que n&atilde;o h&aacute; recursos dispon&iacute;veis para realiza&ccedil;&atilde;o do Curso de Forma&ccedil;&atilde;o e tamb&eacute;m n&atilde;o foi reservado na Lei Or&ccedil;ament&aacute;ria Anual (LOA). Diante disso, n&atilde;o haveria qualquer previs&atilde;o para a realiza&ccedil;&atilde;o desta etapa, mas que todos os preparativos necess&aacute;rios para o Curso de Forma&ccedil;&atilde;o j&aacute; haviam ou estavam sendo feitos, dependendo apenas de libera&ccedil;&atilde;o or&ccedil;ament&aacute;ria.<br />
<br />
<u><strong>Candidatos abrem m&atilde;o de 50% da bolsa</strong></u><br />
<br />
Segundo a Comiss&atilde;o, num esfor&ccedil;o para possibilitar a realiza&ccedil;&atilde;o do Curso de Forma&ccedil;&atilde;o demandando o menor or&ccedil;amento para n&atilde;o sobrecarregar as contas do Governo j&aacute; combalidas, foi protocolada uma proposta de redu&ccedil;&atilde;o de 50% do valor da bolsa regulamentada pelo Estatuto dos Policiais Civis do Tocantins. No entanto, o Governo respondeu que h&aacute; entraves legais que impedem a medida.<br />
<br />
<strong><u>N&uacute;mero de delegados no Tocantins</u></strong><br />
<br />
Na nota, a Comiss&atilde;o ressalta que o n&uacute;mero de Delegados de Pol&iacute;cia no Tocantins &eacute; bem reduzido, contando hoje com cerca de 120, n&uacute;mero que chegar&aacute; a 104 at&eacute; o final deste ano, quando por lei deveriam ser 244.<br />
<br />
A Comiss&atilde;o finaliza destacando os grandes desafios da seguran&ccedil;a p&uacute;blica no Estado e reiterando a confian&ccedil;a no governador Marcelo Miranda para solu&ccedil;&atilde;o dos problemas ora apresentados. <em>&ldquo;Diante dos desafios na seguran&ccedil;a p&uacute;blica, como os Jogos Mundiais Ind&iacute;genas a serem realizados em Palmas, bem como a&ccedil;&otilde;es que j&aacute; est&atilde;o sendo realizadas pelo Governo do Estado na &aacute;rea, como o aumento no contingente da Pol&iacute;cia Militar, a inaugura&ccedil;&atilde;o de novos batalh&otilde;es, al&eacute;m da continuidade do concurso da Defesa Social que tem seu curso de forma&ccedil;&atilde;o j&aacute; sendo preparado, a Comiss&atilde;o, reitera sua total confian&ccedil;a no Excelent&iacute;ssimo Senhor Governador Marcelo Miranda no sentido de tratar a seguran&ccedil;a p&uacute;blica como prioridade em seu governo, e que, assim, em momento pr&oacute;ximo, o presente certame ter&aacute; continuidade para que a Pol&iacute;cia Civil do Estado do Tocantins e o valoroso povo tocantinense n&atilde;o possam ficar desguarnecidos&rdquo;</em>, finaliza a nota da Comiss&atilde;o.</span>

Comentários pelo Facebook: