Seet
Sobral – 300×100

Elenil defende inclusão social da comunidade surda e propõe tradução em libras da programação da TV Assembleia

admin -

<span style="font-size:14px;">Na sexta-feira, 24, foi celebrado o Dia Nacional da L&iacute;ngua Brasileira de Sinais. H&aacute; 13 anos, o Congresso Nacional aprovou a Lei de Libras, um grande marco para o movimento surdo brasileiro. Em homenagem &agrave; data, a Assembleia Legislativa (AL) do Tocantins realizou sess&atilde;o solene nesta quinta-feira, 23, com a presen&ccedil;a de nomes importantes da comunidade surda tocantinense.<br />
<br />
O deputado estadual Elenil da Penha (PMDB) participou da solenidade e defendeu a promo&ccedil;&atilde;o de pol&iacute;ticas sociais voltadas para este segmento no estado. <em>&ldquo;A Lei de Libras possibilitou grandes avan&ccedil;os, mas sabemos que ainda h&aacute; muito a ser feito por esta comunidade. Mais que uma forma de comunica&ccedil;&atilde;o, a l&iacute;ngua de sinais &eacute; tamb&eacute;m uma ferramenta de integra&ccedil;&atilde;o e, por isso, acredito que deve sim ter espa&ccedil;o garantido nas escolas, universidades, empresas e&nbsp; &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos</em>&rdquo;, afirmou o parlamentar.<br />
<br />
Elenil prop&ocirc;s que a programa&ccedil;&atilde;o da TV Assembleia seja traduzida em libras, a fim de que a comunidade surda do Tocantins possa acompanhar as transmiss&otilde;es. &ldquo;<em>Diferente do que acontece em outros estados, a TV Assembleia tocantinense, infelizmente, ainda n&atilde;o conta com programa&ccedil;&atilde;o traduzida em l&iacute;ngua de sinais, o que impede as pessoas com defici&ecirc;ncia auditiva de acompanharem os trabalhos legislativos pela televis&atilde;o. N&oacute;s, como deputados, precisamos trabalhar no sentido de democratizar o acesso ao conte&uacute;do da emissora e uma das formas de proporcionar isso &eacute; traduzindo em libras as transmiss&otilde;es&rdquo;</em>, declarou o deputado.<br />
<br />
Professor do curso de Licenciatura em Letras/Libras da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Bruno Gon&ccedil;alves Carneiro destaca a import&acirc;ncia de ter uma janela com int&eacute;rprete de Libras na programa&ccedil;&atilde;o da TV Assembleia. <em>&ldquo;Com a tradu&ccedil;&atilde;o, a Casa ir&aacute; promover a acessibilidade comunicativa aos surdos tocantinenses. Muitas pessoas pensam que todos os brasileiros falam a l&iacute;ngua portuguesa. Este &eacute; um entendimento equivocado. O Brasil &eacute; um pa&iacute;s&nbsp; multil&iacute;ngue. H&aacute; uma parcela consider&aacute;vel da popula&ccedil;&atilde;o que tem acesso &agrave; informa&ccedil;&atilde;o a partir do idioma Libras. Portanto, para garantir a inclus&atilde;o destas pessoas, &eacute; preciso, primeiramente, falar com elas e a l&iacute;ngua de sinais &eacute; indispens&aacute;vel para que esta comunica&ccedil;&atilde;o seja efetivada&rdquo;</em>, explicou.<br />
<br />
<u><strong>Sobre a solenidade</strong></u><br />
<br />
A sess&atilde;o solene em homenagem aos 13 anos da Lei de Libras foi solicitada pelo deputado estadual Clayton Cardoso (PSL). O&nbsp; evento contou com a apresenta&ccedil;&atilde;o de v&iacute;deos, a realiza&ccedil;&atilde;o de palestras e a entrega de placas de reconhecimento.</span>

Comentários pelo Facebook: