Seet
Sobral – 300×100

Idoso de 82 anos completa percurso da Corrida de Rua do Trabalhador com viola nas costas; competição reuniu 406 atletas

admin -

<span style="font-size:14px;">Carlos Nascimento venceu pela terceira vez a&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Corrida de Rua do Trabalhador de Aragua&iacute;na (TO), realizada na &uacute;ltima sexta-feira, 1&ordm; de maio. O atleta tocantinense &eacute; de S&atilde;o Miguel do Tocantins, regi&atilde;o do Bico do Papagaio.&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">A tradicional corrida reuniu mais de 400 atletas vindos do Tocantins e de outros Estados, al&eacute;m do Distrito Federal.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">O campe&atilde;o disse que a vit&oacute;ria foi uma surpresa. <em>&ldquo;Eu n&atilde;o esperava vencer, pois estou vindo de outra corrida, em Bel&eacute;m do Par&aacute;, e estava um pouco cansado, mas gra&ccedil;as a Deus, deu certo. No ano que vem, se Deus quiser, estarei de volta&rdquo;</em>, avisou Nascimento.<br />
<br />
J&aacute; na Elite Feminina, a vencedora foi de Ceres (GO), Juliana Pereira, que cravou o tempo de 47 minutos e 12 segundos, mesmo percurso dos atletas masculinos, que foi de 11 quil&ocirc;metros e 300 metros. O ponto de largada e chegada foi na Rua Santa Cruz, na antiga Pra&ccedil;a das Na&ccedil;&otilde;es.<br />
<br />
A 25&ordf;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Corrida de Rua do Trabalhador&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">teve 405 participantes do Tocantins e de v&aacute;rios Estados, al&eacute;m do Distrito Federal. As categorias masculino e&nbsp;feminino foram divididas nas seguintes modalidades: Elite, Veterano (31 a 40 anos), Veterano II (51 a 59 anos), Adulto (21 a 30 anos), Juvenil (16 a 20 anos), Veterano I (41 a 50 anos) e Veteran&iacute;ssimo (60 anos acima). Foram premiados os cinco primeiros atletas de cada modalidade.<br />
<br />
Todos os atletas inscritos concorreram na modalidade elite, sendo premiados os cinco primeiros colocados masculinos e os tr&ecirc;s primeiros colocados femininos. As outras premia&ccedil;&otilde;es obedeceram &agrave; chegada dos demais atletas, de acordo com a categoria e modalidade de faixa et&aacute;ria. Os vencedores receberam premia&ccedil;&atilde;o em dinheiro, trof&eacute;us e medalhas.<br />
<br />
<u><strong>Atleta revela&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/Credito%20Leila%20Mel-Ascom%20(R233b).JPG" style="width: 300px; height: 215px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Este ano, a Corrida do Trabalhador trouxe para a pista uma surpresa: um atleta de 82 anos, que completou o percurso de ponta a ponta com uma viola nas costas. O nome &eacute; Francisco F&eacute;lix Teixeira, de Cuiab&aacute; (MT).<br />
<br />
Seu Francisco deu um show de vitalidade ao completar a prova sem demonstrar cansa&ccedil;o. Desde a sa&iacute;da da pra&ccedil;a, j&aacute; atra&iacute;a a admira&ccedil;&atilde;o tanto dos atletas quanto da popula&ccedil;&atilde;o que acompanhava a corrida. Ao chegar ao final da prova, foi aplaudido por todos. E para demonstrar que n&atilde;o estava cansado, seu Francisco ainda teve f&ocirc;lego para tocar e cantar m&uacute;sicas de vaquejada, tudo ao som da sua insepar&aacute;vel viola pantaneira.</span>

Comentários pelo Facebook: