Seet
Sobral – 300×100

Com áreas cultiváveis e rios navegáveis, Tocantins apresenta grande potencial de expansão na região do Matopiba

admin -

<span style="font-size:14px;">Conhecida como a nova fronteira agr&iacute;cola brasileira, o Matopiba, regi&atilde;o que abrange os Estados do Maranh&atilde;o, Tocantins, Piau&iacute; e Bahia passa a contar com um Plano de Desenvolvimento Regional Sustent&aacute;vel da Regi&atilde;o, criado por meio de decreto assinado nesta quarta-feira, 6. O Matobiba &eacute; respons&aacute;vel por 9,7% da produ&ccedil;&atilde;o de gr&atilde;os prevista para o pa&iacute;s na safra 2014/2015 e o Tocantins &eacute; grande destaque na capacidade de expans&atilde;o.<br />
<br />
A regi&atilde;o conta com uma &aacute;rea de cerca de 73 milh&otilde;es de hectares, da qual 38% pertencente ao Estado do Tocantins, conforme destacou o engenheiro agr&ocirc;nomo da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecu&aacute;ria, Corombert Le&atilde;o de Oliveira.&nbsp; <em>&ldquo;Em termo territorial, o Tocantins &eacute; o maior e dos 139 munic&iacute;pios tocantinenses, 132 possuem &aacute;rea de Cerrado e integram o Matopiba. Antigamente, s&oacute; eram considerados 12 munic&iacute;pios</em>&rdquo;, ressaltou ao apontar que os quatro estados somam um total de 337 munic&iacute;pios.<br />
<br />
Ainda de acordo com o engenheiro agr&ocirc;nomo, o Tocantins conta com maior potencial de crescimento.<em> &ldquo;O Estado tem um potencial de cerca de oito milh&otilde;es de &aacute;reas agricult&aacute;veis para crescer, estamos criando as melhores condi&ccedil;&otilde;es de navegabilidade pelos rios para exportar cargas at&eacute; o oceano</em>&rdquo;, explicou.<br />
<br />
A produ&ccedil;&atilde;o de gr&atilde;os, na regi&atilde;o, &eacute; a mais marcante nos quatro Estados, e deve crescer 4,37% na safra 2014/2015 no comparativo com a safra 2013/2014, saltando de 7,322 milh&otilde;es de hectares para 7,642 milh&otilde;es de hectares, conforme as estimativas da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab). Em termos de produ&ccedil;&atilde;o, o salto &eacute; de 18,107 milh&otilde;es para 19,539 milh&otilde;es de toneladas.<br />
<br />
A &aacute;rea plantada no Matopiba &eacute; de 7,6 milh&otilde;es de hectares com potencial de produ&ccedil;&atilde;o de 19,5 milh&otilde;es de toneladas de gr&atilde;os. A produ&ccedil;&atilde;o de soja na regi&atilde;o, por exemplo, saltou de 84 mil para 7,6 milh&otilde;es de toneladas entre 1993 e 2014, de acordo com dados do Censo Agropecu&aacute;rio.<br />
<br />
No Tocantins, a expectativa &eacute; que a safra de gr&atilde;os 2014/2015, de acordo com os dados do 7&ordm; levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), seja de 3,79 milh&otilde;es de toneladas, tendo como destaque a produ&ccedil;&atilde;o de soja com 2,3 milh&otilde;es de toneladas, seguida pelo milho com 782 mil toneladas e arroz com 585 mil toneladas.<br />
<br />
<u><strong>Soja</strong></u><br />
<br />
A soja tem se mostrado a principal cultura nos quatro Estados que comp&otilde;em o Matopiba. A Bahia dever&aacute; ter uma produ&ccedil;&atilde;o de 3,979 milh&otilde;es de toneladas, um aumento de 20,3% ante a safra 2013/2014. O Piau&iacute; com 1,766 milh&otilde;es de toneladas (+18,6%), o Maranh&atilde;o com 2,123 milh&otilde;es (+16,4%) e o Tocantins com 2,335 milh&otilde;es de toneladas ter&aacute; um crescimento de 13,5%.<br />
<br />
<u><strong>Plano</strong></u><br />
<br />
O Plano de Desenvolvimento Regional Sustent&aacute;vel da Regi&atilde;o do Matopiba foi formalizado nesta quarta-feira, 06, por meio de decreto assinado pelo governador Marcelo Miranda e a presidenta Dilma Rousseff, ao lado do governador do Piau&iacute;, Wellington Dias e da Ministra da Agricultura, Pecu&aacute;ria e Abastecimento, K&aacute;tia Abreu.<br />
<br />
Para impulsionar o desenvolvimento econ&ocirc;mico do novo territ&oacute;rio, principalmente em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; pol&iacute;tica agr&iacute;cola na regi&atilde;o, por meio do planejamento e execu&ccedil;&atilde;o de a&ccedil;&otilde;es que visam &agrave; atra&ccedil;&atilde;o de investimentos, o territ&oacute;rio ter&aacute; uma ag&ecirc;ncia exclusiva. O Tocantins ser&aacute; o primeiro a contar com um escrit&oacute;rio da Ag&ecirc;ncia de Desenvolvimento do Matopiba.</span>

Comentários pelo Facebook: