Seet
Sobral – 300×100

Mais 8 micro-ônibus entram em circulação no transporte público de Araguaína; rotas são ampliadas

admin -

<span style="font-size:14px;">Mais 8 micro-&ocirc;nibus entram em circula&ccedil;&atilde;o nesta ter&ccedil;a-feira (12) para atender a demanda do transporte p&uacute;blico coletivo de Aragua&iacute;na (TO). Outros&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">17 ve&iacute;culos j&aacute; come&ccedil;aram circular na segunda-feira (11) nas rotas que eram atendidas pela Via&ccedil;&atilde;o Lontra, cujo contrato se encerrou na sexta-feira (8). &nbsp;<br />
<br />
Os&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">servi&ccedil;os foram assumidos provisoriamente pela Ag&ecirc;ncia Municipal de Transportes e Tr&acirc;nsito (AMTT) at&eacute; que uma nova empresa seja contratada. A Lontra passou mais de 30 anos&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">operando no transporte p&uacute;blico da cidade.&nbsp;<br />
<br />
O prefeito Ronaldo Dimas acompanhou o primeiro dia de atendimento &agrave; popula&ccedil;&atilde;o. Dimas esteve na Rodovi&aacute;ria, conversou com os usu&aacute;rios do transporte coletivo, com os taxistas e mototaxistas. Em seguida, deu uma volta nos novos &ocirc;nibus do transporte complementar e ouviu as demandas das comunidades do Bairro de F&aacute;tima, Xixebal e Vila Azul.<br />
<br />
Os micro-&ocirc;nibus s&atilde;o alugados pela Cooperativa dos Transportadores Aut&ocirc;nomos de Passageiros do Munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na (Cooperlota).&nbsp;De acordo com o presidente da Cooperlota, Davi Pereira, s&oacute; com esses 17 primeiros ve&iacute;culos, a Cooperativa j&aacute; superou o atendimento na demanda da Via&ccedil;&atilde;o Lontra; pois nos &uacute;ltimos dias a empresa s&oacute; operava com 12 &ocirc;nibus e tinha dia que operava com apenas tr&ecirc;s carros.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Mais rotas</strong></u><br />
<br />
As rotas operadas temporariamente pela Cooperlota s&atilde;o as seguintes: Costa Esmeralda/Centro (via Setor Barros e Construindo Sonhos); Novo Horizonte/Centro; Vila Azul/Centro (via Nova Aragua&iacute;na, Itpac, Av. Filad&eacute;lfia); NPA/Centro; Projeto Alegre/Centro; Xixebal/Centro; Tereza Hil&aacute;rio Ribeiro/Centro (via Morada do Sol); Jardim das Flores/Centro (via Conjunto Patroc&iacute;nio e Bairro JK); Vila Norte/Centro (via Av. Castelo Branco e 2 de Julho); C&eacute;u Azul/Ti&uacute;ba/Santa Terezinha/Setor Palmas/Centro; e a Escola de Medicina Veterin&aacute;ria e Zootecnia da UFT.<br />
<br />
O presidente da cooperativa explicou que todas as essas rotas seguem os mesmos trajetos da antiga empresa, com inclus&atilde;o de novas rotas, como para os setores Presidente Lula e Sul. Em tr&ecirc;s rotas o hor&aacute;rio ficou diferenciado: NPA/Centro, o hor&aacute;rio &eacute; das 6h, 12h e 18h; Projeto Alegre/Centro, 6h, 12h e 18h; e para EMVZ, ficou definido &agrave;s 7h30, 10h, 11h30, 13h30, 15h e 17h30.<br />
<br />
A tarifa cobrada &eacute; de R$ 1,00 at&eacute; que outra empresa comece a operar no transporte p&uacute;blico coletivo.<br />
<br />
Os usu&aacute;rios que tiverem d&uacute;vidas, podem entrar em contato com a cooperativa pelo seguinte telefone: 3412-4258.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Qualidade dos servi&ccedil;os</strong></u><br />
<br />
Os usu&aacute;rios sentiram a diferen&ccedil;a logo no primeiro dia de opera&ccedil;&atilde;o. Para a estudante Joice Silva, de 19 anos, os ve&iacute;culos s&atilde;o confort&aacute;veis e o hor&aacute;rio dos &ocirc;nibus est&aacute; dentro do limite adequado. <em>&ldquo;Muito &oacute;timo; o &ocirc;nibus &eacute; com ar-condicionado, as cadeiras confort&aacute;veis. No meu setor, o carro est&aacute; dentro do limite do hor&aacute;rio&rdquo;</em>, disse contente.<br />
<br />
Outra usu&aacute;ria do transporte p&uacute;blico coletivo &eacute; a moradora do setor Vila Nova, Kamila Cristina, que estava no terminal da Pra&ccedil;a das Bandeiras e gostou da qualidade dos servi&ccedil;os. <em>&ldquo;Foi mais confort&aacute;vel, passou no hor&aacute;rio certo. T&ocirc; gostando&rdquo;</em>, afirmou Kamila.<br />
<br />
Para Francisca Rodrigues que mora no Projeto Alegre, o transporte p&uacute;blico coletivo est&aacute; bem melhor do que antes. <em>&ldquo;Gostei muito; bem melhor que antes. O hor&aacute;rio foi melhor tamb&eacute;m porque passou mais cedo. Os outros passava 12h50, uma hora, e esse passou na hora certa&rdquo;</em>, declarou.</span><br />

Comentários pelo Facebook: